Um dia depois de ter feito mais um gol extraordinário, que manteve o Barcelona na liderança do Campeonato Espanhol, com a vitória (1 x 0) sobre o Atlético de Madrid, Messi receberá na noite desta segunda (2) a sexta Bola de Ouro da revista France Football, em solenidade de gala no Teatro Châtelet, em Paris.

GOL DE OURO – Por coincidência, o título Gol de Ouro, com a foto de Messi, está na capa do Marca, Mundo Deportivo e Sport de hoje (2), realçando a jogada genial em tabela com Luis Suárez: “Mesmo diante de três marcadores, Messi conseguiu espaço para dar a vitória ao Barcelona, aos 39 do segundo tempo, com chute certeiro no canto de Oblak”.

PRIMEIRA VEZ – Diante de 64.226 torcedores, foi a primeira vez que Messi marcou um gol no Atlético de Madrid, no Wanda Metropolitano, um dos estádios mais modernos da Europa. O Atlético é a segunda maior vítima de Messi, com 29 gols em 38 jogos, depois do Sevilha, que sofreu do craque do Barcelona 37 gols em 36 jogos.

DESESPERO – O goleiro alemão Ter Stegen impediu que o Atlético de Madrid fizesse três gols, com defesas incríveis, que levaram o técnico argentino Diego Simeone, desde 2011 no comando do time, ao desespero. Simeone está perto de 500 jogos como treinador do Atlético e tem uma grande frustração: nunca venceu o Barcelona pelo campeonato.

LUVA DE OURO – Entre os sete do Liverpool que concorrem a prêmio na festa do France Football, os brasileiros Firmino e Alisson. As chances do atacante não são grandes, mas o goleiro, titular da seleção, mesmo concorrendo com Hugo Lloris, do Tottenham e campeão do mundo com a França, e com Ter Stegen, é o grande favorito à Luva de Ouro.

NOVATOS – O atacante português João Félix, do Atlético de Madrid, e o zagueiro holandês Matthijs de Ligt, da Juventus, são os mais cotados a receber o prêmio de jogador jovem, sub-21. O nome de Vinícius Júnior chegou a ser cogitado, mas o atacante entrou em declínio no Real Madrid e sequer tem figurado entre os reservas.