Em jogo de cinco gols, duas viradas, oito cartões amarelos, dois vermelhos e…sem gol de Messi, o Barcelona venceu (3 x 2) o Sevilha, na noite deste domingo (9), no estádio Benito Villamarin, em Sevilha, e manteve a vice-liderança, a três pontos do líder Real Madrid (52 a 49), que horas antes, também de virada e como visitante, goleou (4 x 1) o Osasuna, no estádio Reino de Navarra, na cidade de Pamplona.

UM SUSTO – O Betis fez 1 x 0 logo aos cinco minutos, com Sergio Canales, atacante espanhol de 28 anos, convertendo o pênalti que o zagueiro francês Lenglet cometeu com a mão. O meia holandês Frenkie de Jong empatou aos 9, mas o Betis fez 2 x 1 aos 26, com o atacante argelino Nabil Fekir, de 26 anos, aos 27. E antes da saída para o intervalo, o meia Sergio Busquets, espanhol de 31 anos, marcou o segundo do Barcelona aos 47.

A VITÓRIA – O jogo tornou-se ainda mais equilibrado no segundo tempo, mas aos 28 minutos, após uma cobrança de falta de Messi, o zagueiro Lenglet desviou de cabeça para fazer o gol da décima quinta vitória, no último jogo da vigésima terceira rodada, que registrou 28 gols. Foi a primeira vez que o técnico Enrique Setién, do Barcelona, voltou a Sevilha, depois de comandar o Betis entre 2017 e 2019. Teve recepção bastante carinhosa dos 48 mil torcedores.

EXPULSÕES – O árbitro José Maria Sanchez Martinez, de 36 anos, economista de uma grande rede bancária, advertiu oito com cartão amarelo, dois deles expulsos pela segunda advertência: Nabil Fekir, que marcou os gols do Sevilha, foi expulso aos 31 do segundo tempo, quando também insistiu em reclamar. Clement Lenglé, zagueiro do Barcelona, foi expulso três minutos depois, pela segunda falta e também por reclamar, aos 34 minutos.

ZICO 1982 – O estádio Benito Villamarin, em Sevilha, é de boas lembranças para quem viu de perto, como eu vi, a seleção brasileira da Copa de 82, sob o comando de Telê Santana. Com três gols nos 4 x 1 na Escócia e nos 4 x 0 na Nova Zelândia, Zico realizou duas de suas primorosas atuações, um ano depois de ter comandado o Flamengo na conquista do Mundial de clubes, que também cobri como repórter, no Japão. Quarta maior cidade da Espanha, na linda região Sul de Andaluzia, Sevilha está a 829 km da capital Madrid.

QUINTA VITÓRIA CONSECUTIVA DO LÍDER

Horas antes da virada do Barcelona em Sevilha, o Real Madrid também teve que se livrar do susto do gol do Osasuna, que o zagueiro espanhol Unai Garcia, de 27 anos, 1,86m, marcou de cabeça, após escanteio, aos 14. O empate foi com o gol 50 do atacante espanhol Isco, de 27 anos, que não marcava desde março, e a virada, aos 38, com o zagueiro e capitão Sergio Ramos, após o passe de cabeça do volante Casemiro.

A QUINTA VITÓRIA consecutiva do líder (4 x 1) foi consolidada na volta do intervalo, com o terceiro gol, que o meia espanhol Lucas Vazquez marcou aos 39, com assistência do francês Karim Benzema, e nos acréscimos, aos 47, com o belíssimo gol de voleio do sérvio Luka Jovic, de 22 anos, em primoroso lançamento do volante uruguaio Federico Valverde, de 21 anos. Jovic também estava sem fazer gol desde outubro.

ZIDANE É O TERCEIRO – Único técnico a ganhar três vezes consecutivas a Liga dos Campeões da Europa, o francês Zinedine Zidane, de 47 anos, tornou-se o terceiro com mais vitórias (88) na história do Real Madrid no Campeonato Espanhol, superando o português José Mourinho (87)O recordista absoluto é Miguel Muñoz, primeiro como jogador (capitão do time) e técnico campeão da Liga dos Campeões, em 1959. Ele dirigiu o Real Madrid em 601 jogos, com 257 vitórias. O segundo é o holandês Leo Beenhakkercom 89 vitórias, entre 1986 e 1989.

BRASILEIROS – O volante Casemiro, apesar de muito criticado pelos analistas do Mundo Deportivo e do Marca, principais jornais esportivos do país, é o único brasileiro com posição garantida e pouco substituído nos jogos do Real Madrid, como nos 4 x 1 no Osasuna. O atacante Rodrygo, ex-Santos, sequer ficou na reserva, de onde não saíram Eder Militão e Marcelo. O único a entrar foi Vinícius Júnior, aos 37 do segundo tempo, no lugar de Isco, sem tempo para mostrar muito.

Foto: Fox Sports Asia