Pelo quarto ano consecutivo, Messi – recordista de prêmios de melhor do mundo – terminou o Campeonato Espanhol como artilheiro, com 25 gols em 33 dos 38 jogos, com os dois que marcou neste domingo (19) nos 5 x 0 sobre o Alavés. O francês Benzema, que não marcou nos 2 x 2 com o Leganés, foi o vice-artilheiro, com 21 gols em 37 jogos, mais quatro que o craque argentino, também o primeiro em assistências, com 21, quatro para o uruguaio Luis Suárez, quarto com 16 gols em 28 jogos.

O ÚNICO BRASILEIRO entre os 10 principais goleadores do Campeonato Espanhol 2019-2020 foi Willian José, de 28 anos, 1,89m, alagoano de Porto Calvo, que desde 2016 joga na Real Sociedad, da cidade de San Sebastián. Ele marcou 11 gols em 37 jogos, mesmo número de gols que o zagueiro Sergio Ramos, capitão do Real Madrid, assinalou em menos dois jogos (35). O terceiro artilheiro do campeonato foi o espanhol Gerard Moreno, de 28 anos, atacante do Villarreal, com 18 gols em 37 jogos.

380 JOGOS, 942 GOLS – La Liga, como o campeonato é tratado na Espanha, com o patrocínio do Santander, terminou neste domingo (19) com 942 gols em 380 jogos, média de 2.47 gols por jogo. O vice-campeão Barcelona marcou mais 16 gols que o campeão Real Madrid (86 a 70), média de 2.26 gols, enquanto a média de gols por jogo do campeão foi de 1.84 por jogo. O Real Madrid somou 87 pontos – 26 vitórias, 9 empates, 3 derrotas – e o Barcelona,  82 pontos, 27 vitórias, 7 empates, 6 derrotas.

OS QUATRO – O Campeonato Espanhol tem direito a quatro vagas diretas na fase de grupos da Champions League – torneio mais importante de clubes do mundo – e além do campeão Real Madrid e do vice Barcelona, o Atlético de Madrid, do técnico argentino Diego Simeone, e o Sevilha, do técnico espanhol Julen Lopetegui, também se classificaram. Atlético e Sevilha, iguais com 70 pontos, mas o Atlético em terceiro pelo saldo de gols (24) superior ao do Sevilha (20).

REBAIXADOS – Das 20 equipes do Campeonato Espanhol, as três últimas são rebaixadas, o que aconteceu neste domingo (19) com Espanyol, Mallorca e Leganés, cuja queda foi traumática. O time precisava de um gol e teve pênalti não marcado pelo árbitro Cuadra Fernandez, nos minutos finais do jogo (2 x 2) com o Real Madrid. Apesar disso, não houve reclamação, mas, após o apito final, todos os jogadores deitaram chorando no gramado do estádio municipal de Butarque. Bom dizer: o time do Leganés é considerado o mais disciplinado do futebol espanhol.