O Barcelona pernoita na liderança do campeonato com o gol de Messi, de pênalti, aos 36 do segundo tempo, na décima segunda vitória (1 x 0 sobre o Real Sociedad), em treze jogos no estádio Camp Nou, com 77.035 torcedores, neste primeiro sábado (7) de março. Messi tornou-se o principal artilheiro dos cinco campeonatos mais importantes da Europa – Espanha, Inglaterra, Alemanha, Itália e França -, com 438 gols em 474 jogos.

MAIS DOIS – Com a décima oitava vitória em vinte e sete rodadas, o Barcelona soma 58 pontos, mais dois que o Real Madrid (56), que pode recuperar a liderança se vencer o Betis, neste domingo (8), no estádio Benito Villamarin, em Sevilha. O Barcelona encontrou muita dificuldade diante da Real Sociedad, de San Sebastián, que vinha de três vitórias consecutivas, e só melhorou no segundo tempo. 

POLÊMICO – O árbitro Juan Martinez Munuera, de 37 anos, natural de Alicante, que completou 116 atuações, não apitou o toque com o braço do zagueiro francês Robin Le Normand, de 23 anos, 1,87m, mas após consultar o VAR marcou o pênalti, em lance polêmico e que provocou muita reclamação. O goleiro espanhol Alex Remiro, de 24 anos, 1,92m, foi certo no canto esquerdo, mas sem tempo de chegar na bola. A cobrança de Messi foi bem forte.

SEM BRASILEIRO – Em recuperação de entorse no tornozelo, o meia goiano Arthur, ex-Grêmio, deixou o time sem brasileiro em campo: Ter Stegen, Semedo, Piqué, Lenglet e Jordi Alba; Buquets, Rakitic (Vidal, 29 do segundo tempo) e Frenk De Jong; Griezmann (Fati, 40 do segundo tempo), Messi e Braithwaite, que iniciou pela primeira vez e foi substituído por Firpo, aos 42 do segundo tempo).

SETE CARTÕES – O árbitro advertiu três jogadores do Real Sociedad e quatro do Barcelona com cartão amarelo,  sendo Messi, aos 41 minutos, o único do primeiro tempo, após falta dura no meia espanhol Mikel Merino, de 23 anos. Na volta do intervalo, os cartões do Barcelona foram para os zagueiros Piqué e Lenglet, e para o volante Busquets, que usa na camisa o prenome Sergio. 

ARTILHEIRO – Além de ter se tornado o principal artilheiro dos cinco campeonatos europeus mais importantes, Messi ampliou a vantagem sobre o francês Karim Benzema, do Real Madrid, que tem 13 gols, menos 6 que o craque argentino do Barcelona com 19. O ataque do Barcelona é o mais positivo (63), com mais 15 que o do Real Madrid (48). Mas a defesa do Real Madrid é mais sólida com 17 gols sofridos, menos 14 que a do Barcelona (31).

REINIER, 2 GOLS – O atacante Reinier, ex-Flamengo, marcou neste sábado (7) seus dois primeiros gols pelo Real Castilla, o time B do Real Madrid, dirigido pelo ex-atacante Raul, segundo maior artilheiro da história do clube. Reinier marcou o primeiro e o último da goleada (4 x 0) sobre o Coruxo, em jogo no pequeno estádio Di Stefano, em Valdebebas, pela terceira divisão do campeonato. É bastante favorável a evolução dele no clube.

Foto: Divulgação Barcelona