Escolha uma Página

O presidente da Liga de Futebol Profissional da Espanha, Javier Tebas Mendano, de 57 anos, disse na reunião de hoje (7) com representantes de clubes, que “encerrar o campeonato, sem que as nove rodadas restantes sejam disputadas, além de desastroso, seria manchar a imagem de um futebol admirado e respeitado em todo o mundo”. Ele afirmou que “as perdas passariam de 1 bilhão de euros, sem os jogos que faltam”.

MESSI – Está sendo especulada a possível saída de Messi para um clube italiano, devido às divergências financeiras com o Barcelona para a renovação de contrato, ao que o presidente da Liga respondeu: “Grandes jogadores ajudam muito, mas não são essenciais, sozinhos, para manter o interesse do público pelos jogos. Cristiano Ronaldo saiu, o Real Madrid continua e o campeonato não acabou. Não vejo que Messi seja solução para o futebol da Itália emergir da crise, como um dos países mais afetados”.

SOLUÇÃO – O advogado Javier Tebas Mendano, de 57 anos, nasceu na Costa Rica, é naturalizado espanhol e está no terceiro mandato como presidente da Liga de Futebol Profissional da Espanha. Ele detalhou sobre números: “Concluir o campeonato sem público representaria prejuízo de 350 milhões de euros e não terminar o campeonato elevaria o prejuízo a 1 bilhão de euros, até pela devolução de 28% do que a televisão já pagou”.

ATÉ JUNHO – O presidente falou com os clubes, em videoconferência nesta terça (7), pouco depois de a FIFA emitir nota sobre recomendações para o reinício de todos os campeonatos europeus: “Temos três hipóteses para concluirmos o campeonato espanhol: no último fim de semana de maio (29 e 30); no primeiro fim de semana de junho (6 e 7), ou no máximo até 28 e 29 de junho, que seria o limite”.

O PRESIDENTE da Liga de Futebol Profissional da Espanha, falando sempre em tom elevado e firme, salientou: “O futebol espanhol não vai recorrer a auxílio algum do governo. O futebol espanhol deve manter, como desde o início de seu calendário, uma postura rigorosamente independente. Cada clube tem que resolver seus problemas financeiros”.

Foto: Fidar News