Uma semana depois dos 3 x 0 no Camp Nou, diante de quase cem mil torcedores, a atuação de Messi, coroada pelo maravilhoso de falta, ainda provoca pânico do Liverpool, que precisará de improváveis quatro gols para ser finalista da Liga dos Campeões, ou de pelo menos três para levar a decisão da vaga aos pênaltis. Jogadores e técnico do time inglês não conseguem encontrar solução para deter o craque do Barcelona, cinco vezes melhor do mundo.

PROBLEMAS – Como se não bastasse Messi, o Liverpool tem outro problema sem solução. Seu melhor atacante, o egipcio Mohamed Salah, de 26 anos, africano mais caro da história do futebol inglês, comprado em 2017 por 42 milhões de euros, mais bônus de oito milhões, não disputará o jogo de volta desta terça (7), no Anfield Road, com a lotação de 57 mil lugares esgotada. Salah sofreu choque de cabeça com o goleiro eslovaco Martin Dúbravka, do Newcastle, no jogo do último sábado (4), que o Liverpool ganhou (3 x 2) fora de casa.

Mas o Liverpool tem outros problemas, a começar pelo do zagueiro holandês Virgil van Dijk, jogador de defesa mais caro do mundo, sem que o clube revele a causa. Outros dois: o brasileiro Roberto Firmino, com acentuado desgaste muscular, e o meia africano Naby Keita, com uma torção do tornozelo. A soma de tudo deixa o time inglês ainda mais enfraquecido para reagir.

SAIU DO HOSPITAL – O goleiro espanhol Iker Casillas deixou na manhã desta segunda (6) o hospital da cidade do Porto, onde se recuperou em cinco dias do infarto do miocárdio que sofreu dia 1 durante um treino. Sorrindo e acenando, ele dizia não saber como agradecer a tantas manifestações de apoio e carinho: “Com certeza, fundamentais para que eu me recuperasse bem e rápido” – resumiu o goleiro de 725 jogos com a camisa do Real Madrid e capitão campeão do mundo em 2010 com a Espanha.

O Real Madrid estendeu uma longa faixa de incentivo ao seu ex-goleiro, antes do jogo de sábado no estádio Santiago Bernabeu: “El Madridismo está contigo. Fuerza, Iker, eterno capitán”. Na entrada em campo, os jogadores foram o mais perto da torcida com a camisa “Iker, todos contigo”, sob muitos aplausos. Os médicos não antecipam se Casillas poderá voltar a jogar.

DESPEDIDA – O zagueiro uruguaio Diego Godin, de 33 anos, falará com os jornalistas nesta terça (7), na sala de imprensa do estádio Wanda Metropolitano, para anunciar sua saída do Atlético de Madrid, após oito temporadas em que disputou 393 jogos e marcou 28 gols. Godin ganhou oito títulos e nos últimos seis anos foi o capitão do time. Ele vai jogar pela Internazionale de Milão e o Atlético quer o brasileiro Felipe, do Porto, para substituí-lo.

TIROU TRÊS – No processo de reestruturação do Real Madrid para a temporada 2019-2020, o técnico francês Zidane anunciou nesta segunda (6) que os atacantes Gareth Bale, galês de 29 anos, e Fernando Llorente, de 34, não estão nos planos, assim como o meia espanhol Dani Ceballos, de 22 anos. Bale, com 102 gols em 231 jogos, era o mais antigo, comprado em 2013 por 100 milhões de euros (R$320 milhões). Llorente está terminando a temporada na Inglaterra pelo Tottenham de Londres.

Foto: Goal.com