Escolha uma Página

COM OS DOIS GOLS dos 2 x 0 do último jogo da noite de ontem (17) no Peru, no Estádio Nacional de Lima, Messi tornou-se o maior artilheiro da história das eliminatórias, com 31 gols em 63 gols, superando o uruguaio Luis Suarez, seu amigo e ex-parceiro no Barcelona, com 29 gols em 62 jogos. O craque argentino é também o líder dos artilheiros das seleções sul-americanas, com 106 gols em 178 jogos, depois de ter sido recordista de jogos (26) de Copas e de títulos (42). 

DEPOIS DE MESSI e de Luis Suarez, o terceiro artilheiro é o boliviano Marcelo Moreno, com 22 gols em 62 jogos. A lista dos cinco primeiros é completada pelo argentino Hernan Crespo, com 19 gols em 33 jogos. O brasileiro mais bem colocado entre os principais goleadores das eliminatórias sul-americanas é Neymar, 10º com 16 gols em 28 jogos, sem previsão de retorno após torcer o joelho esquerdo na derrota da noite de ontem (17) para o Uruguai por 2 x 0.

A IDEIA DO TÉCNICO Lionel Scaloni era a de só escalar Messi no transcurso do jogo da noite de ontem (17), a fim de preservá-lo, após sentir dores no joelho, como aconteceu nos jogos com Equador, Bolívia e Paraguai. No entanto, Messi pediu para iniciar e acabou jogando até o final, com muita desenvoltura, com a braçadeira de capitão. Líder, invicta, e sem sofrer gol – 1 x 0 no Equador; 3 x 0 na Bolívia; 1 x 0 no Paraguai, e 2 x 0 no Peru -, a Argentina está absoluta.

NONA COM 1 PONTO, a seleção peruana faz campanha decepcionante, sem nenhuma vitória, um empate, três derrotas, nenhum gol marcado e cinco gols sofridos em quatro jogos. Pior só a Bolívia, em último lugar, sem nenhum ponto, derrotada nos quatro jogos, só com dois gols marcados e 11 sofridos, saldo negativo de nove gols. 

VENEZUELA QUER DISPUTAR A 1ª COPA

ÚNICA DA AMÉRICA DO SUL que nunca se classificou, a Venezuela quer disputar a 1ª Copa do Mundo em 2026, e por enquanto, está com a vaga direta assegurada, depois da vitória expressiva por 3 x 0 sobre o Chile, na noite de ontem (17), no Estádio Monumental de Maturin, capital do estado de Monagas, a 420 km da capital Caracas. O destaque foi Soteldo, atacante do Santos, que fez o 1º gol e deu assistências para os gols de Salomon Rondon e Darwin Machis. 

A VENEZUELA está em 4º lugar, igual ao Brasil (3º), em pontos (7), vitórias (2), empates (1), e só menos dois gols que o Brasil (5 a 7). A seleção é dirigida desde 2021 pelo ex-volante argentino Fernando Batista, de 53 anos, que substituiu o compatriota José Pekermann. A seleção do Chile jogou com 10, desde os 15 minutos do 2º tempo, pela expulsão do meia Marcelino Nuñez, de 23 anos, que reclamou e pôs a mão no peito do árbitro brasileiro Flavio Rodrigues de Souza.

PRIMEIRO GOL E VITÓRIA DO PARAGUAI

APÓS DUAS DERROTAS e um empate, o Paraguai conseguiu o primeiro gol e a primeira vitória por 1 x 0 sobre a Bolívia, na noite de ontem (17), no Estádio Defensores del Chaco, em Assunção. O gol foi do atacante Antonio Sanabria, de 27 anos, desde 2021 no italiano Torino, seu oitavo clube na Europa, onde começou em 2009 na Roma, passando pelo Barcelona B, Sassuolo, Betis, Sporting Gijón e Genoa. A seleção paraguaia é dirigida pelo argentino Daniel Garnero.

EQUADOR E COLÔMBIA ficaram no único 0 x 0 da noite de ontem (17), no Estádio Casa Blanca, em Quito. Foi o primeiro empate do Equador, 7º com 4 pontos, e o terceiro empate da Colômbia, 5º com 6 pontos. Os artilheiros das eliminatórias sul-americanas de 2023 são o uruguaio Nicolás de la Cruz e Messi, com três gols.

Foto: Divulgação