ENTRE OS TÉCNICOS MAIS BEM-SUCEDIDOS DO FUTEBOL MUNDIAL, o português José Mourinho, de 58 anos, completou 1000 jogos neste domingo (12), na liderança invicta do Campeonato Italiano, com a vitória (2 x 1) da Roma sobre o Sassuolo, no Estádio Olímpico de Roma. Com 638 vitórias, 158 derrotas e 204 empates, Mourinho tornou-se o trigésimo terceiro técnico a completar 1000 jogos em oito clubes, com quatro títulos em quatro equipes diferentes da Europa.

POR UM GOL – Em começo de campeonato equilibrado, com cinco equipes ainda sem perder, Mourinho colocou a Roma na liderança pela diferença de um gol (7 a 6) sobre o vice-líder Milan, também com três vitórias em três rodadas, que neste domingo (12) venceu a Lazio no estádio de San Siro por 2 x 0, gols do português Rafael Leão, atacante de 22 anos, e do sueco Ibrahimovic, de 39 anos, em seu primeiro jogo na temporada, sete minutos após substituir Rafael Leão.

MOURINHO iniciou a carreira de técnico em 2000, substituindo o alemão Jupp Heynckes, de quem era assistente no Benfica, e ganhou os primeiros títulos, campeão português e da Liga dos Campeões, em 2003-04 no FC Porto. Foi campeão depois no londrino Chelsea; na Inter de Milão – campeão italiano, da Copa Itália e da Liga dos Campeões -, Real Madrid, Tottenham e Manchester United, onde sucedeu Alex Ferguson, maior técnico da história do clube.

REAL MADRID – 560 dias após o início das obras de ampliação, que só serão concluídas em 2022, o Real Madrid reabriu o estádio Santiago Bernabeu, diante de 19.874 torcedores, neste domingo (12), goleando (5 x 2) o Celta, que fez 2 x 1 no primeiro tempo, gols do atacante espanhol Santi Mina e do meia argentino Franco Cervi. Na volta do intervalo, o francês Benzema fez mais dois gols, isolando-se na artilharia e igualando-se a Cristiano Ronaldo, com cinco gols nas três primeiras rodadas.

VINÍCIUS JUNIOR – Autor do terceiro gol, Vinícius Junior igualou-se ao espanhol Mikel Oyarzabal, da Real Sociedad, como vice-artilheiro com quatro gols. Aos 18 anos 306 dias, o francês Eduardo Camavinga, comprado do Rennes, tornou-se o mais jovem a estrear com gol no Real Madrid, superando o ex-santista Rodrygo, aos 18 anos 259 dias, quando estreou em setembro de 2019 marcando um gol na vitória por 4 x 1 sobre o Osasuna.

TRÊS IGUAIS – Real Madrid, Valencia e Atlético de Madrid, que ainda não perderam, estão iguais em pontos (10), vitórias (3) e empates (1), mas o Real Madrid lidera por ter marcado mais gols (13). O Valencia, que fez 3 x 1 fora de casa no Osasuna, marcou 9 gols, e o Atlético de Madrid, atual campeão, que ganhou como visitante (2 x 1) do Espanyol, marcou 7, em atuação apagada do meia português João Felix, compra mais cara do clube, sem fazer gol desde fevereiro.

Foto: Voetball Internacional