O técnico português José Mourinho, de 57 anos, foi duramente insultado pelos torcedores do Chelsea durante a derrota (2 x 1) para o arquirrival Tottenham, neste sábado (22), no estádio Stamford Bridge, região central de Londres, onde 43 mil torcedores assistiram o clássico de mais rivalidade da capital inglesa. Mourinho foi três vezes campeão inglês pelo Chelsea, mas desdenhou do clube ao treinar o Manchester United em 2015-16, antes de voltar em 2019 quando assumiu o Tottenham.

A DIFERENÇA – O Tottenham, de Mourinho, mesmo sem os artilheiros Kane e Son, vinha de três vitórias consecutivas em seu vigésimo primeiro jogo, enquanto o Chelsea, do inglês Frank Lampard, de 51 anos, não ganhava há quatro jogos. Ele é tido como o maior jogador da história do clube, com 211 gols em 648 jogos, de 2011 a 2014. A vitória manteve o Chelsea em quarto com 44 pontos, e deixou o Tottenham, com 39, em quinto, sem vaga, no momento, na Liga dos Campeões de 2020-2021.

ESTRELAS – O francês Olivier Giroud, de 33 anos, campeão do mundo em 2018, e o madrilenho Marcos Alonso, de 29 anos, brilharam no maior clássico do Norte de Londres. Giroud fez o primeiro gol aos 15 e Marcos Alonso marcou o segundo aos 48, com um chute muito forte de canhota. O gol do Tottenham, no segundo tempo, foi contra do zagueiro alemão Antonio Rudiger, aos 43, desviando cruzamento do francês Erik Lamela.

ERRO DO VAR – O árbitro Michael Oliver puniu o meia argentino Giovanni Lo Celso, de 23 anos, do Tottenham, por falta dura na canela do lateral espanhol Cesar Azpilicueta, de 30 anos, aos 8 minutos do segundo tempo. A equipe do VAR desculpou-se depois por ter não determinar a expulsão, reconhecendo ao mesmo tempo a gravidade da falta e o erro que cometeu. O técnico Franck Lampard teve reação forte quanto à não expulsão. Os torcedores do Chelsea voltaram a fazer cânticos contra o VAR, que anulou dois gols do time no jogo com o Manchester United.

LÍDER SEGUNDA – Com 76 pontos, o líder Liverpool só entra em campo segunda (24) para o jogo, em casa, com o West Ham, antepenúltimo com 24. O vice-líder Manchester City chegou aos 57 pontos com a vitória (1 x 0) deste sábado (22), como visitante, sobre o Leicester, que se manteve em terceiro com 50. Gabriel Jesus substituiu Aguero, que não aproveitou pênalti defendido pelo goleiro dinamarquês Kasper Schmeichel, e fez o gol aos 34 do segundo tempo. Bom lembrar: quinto dos últimos sete pênaltis que Aguero não converteu.

Foto: Divulgação