O Manchester City, virtual campeão inglês de 2020-2021, só precisa do empate na próxima quarta (14), na Alemanha, para voltar à semifinal da Liga dos Campeões, após vencer (2 x 1) o Borussia Dortmund, na noite de ontem (6), no Etihad Stadium. O volante De Bruyne, de 29 anos, autor do gol da Bélgica, que eliminou o Brasil da Copa do Mundo de 2018, fez 1 x 0 aos 19 minutos, e aos 46 do segundo tempo, iniciou a jogada para o meia inglês Phil Foden, de 20 anos, marcar o gol da vitória inédita.

O MELHOR – Kevin De Bruyne está no City desde agosto de 2015, foi bicampeão inglês em 17-18/18-19, e pela atuação destacada, recebeu o prêmio de melhor do jogo de ontem (6), em que marcou seu oitavo gol em 33 jogos em 2020-21. O meia-atacante Marco Reus, de 31 anos, ao empatar aos 39 do segundo tempo, fez seu quinto gol em 38 jogos na temporada, com  passe do norueguûes Haaland, com chute forte e colocado à esquerda do goleiro paulista Ederson, que ainda tocou na bola.

A PRIMEIRA – Depois de uma derrota e um empate, o City venceu o Borussia Dortmund pela primeira vez, credenciando-se a voltar às semifinais depois de três eliminações consecutivas. A única vez que conseguiu ser semifinalista da Champions, em 2015-16, o City foi eliminado pelo Real Madrid, por 1 x 0, na Espanha, depois de 0 x 0 na Inglaterra. Bom dizer: o gol que o City sofreu do Borussia Dortmund foi o primeiro, na atual Liga dos Campeões, depois de 790 minutos.

ASCENSÃO – O técnico Guardiola elogiou a ascensão do meia Phil Foden, formado desde os 10 anos no City, que mantém o pagamento de seus estudos em nível universitário. Foden despontou em 2017, quando ganhou a Bola de Ouro de melhor do Mundial sub-17, em que marcou dois gols na virada (5 x 2) da Inglaterra sobre a Espanha. No mesmo ano, Foden tornou-se o quarto mais jovem inglês a estrear na Champions, em 21 de novembro de 2017, aos 17 anos 177 dias, na vitória (1 x 0) sobre o holandês Feyernoord.

BRASILEIROS – O goleiro Ederson foi o único dos três brasileiros do Manchester City do início ao fim, com atuação segura e sem culpa no gol. O atacante Gabriel Jesus só disputou os 30 minutos finais, sem bom desempenho, ao substituir o português Bernardo Silva. O meia Fernandinho, de 35 anos, paranaense de Londrina, no clube desde 2013, não saiu do banco de reservas. Quem teve mais uma boa atuação foi o zagueiro português Ruben Dias, de 23 anos, comprado do Benfica em 2020.

ERROU FEIO – O veterano árbitro romeno Ovidiu Alin Hategan, de 40 anos, errou feio ao marcar pênalti do zagueiro Emre Can, do Borussia Dortmund, no volante espanhol Rodri, aos 30 do primeiro tempo, sem que o jogador do City houvesse sido tocado pelo adversário. Chamado pelo VAR, o árbitro corrigiu o erro e anulou a marcação do pênalti. Na Fifa desde 2008, Hategan é médico em Arad, cidade a 582 km da capital Bucareste, na fronteira com a Hungria.

Foto: A Critica Net