QUANDO ENTRAR EM CAMPO PARA O ÚLTIMO JOGO deste primeiro sábado (4) de setembro com o Remo, às 19h30min, no estádio Baenão, em Belém, o Botafogo, quarto com 35 pontos, já saberá se foi ultrapassado pelo Náutico, sétimo com 34, ou pelo Guarani, oitavo com 33, que terminarão o confronto meia hora antes, no estádio dos Aflitos, no Recife. O empate é melhor para o Botafogo, que se vencer, ficará igual ao Goiás, terceiro com 38, que completa a rodada, terça (7), em Goiânia, com o Cruzeiro. 

POUCA DIFERENÇA – O líder Coritiba abriu a rodada vencendo o Londrina por 3 x 2 e tem 42 pontos, 12 vitórias, saldo de 10 gols (28 a 18). O vice-líder CRB venceu o Confiança por 2 x 1 e tem 40 pontos, 11 vitórias, saldo de 8 gols (32 a 24). O Goiás, terceiro com 38 pontos, 10 vitórias, saldo de 11 gols (24 a 13) e ainda vai jogar terça (7), e o Botafogo, quarto com 35 pontos, 10 vitórias, saldo de 7 gols (29 a 22), só depende do próprio desempenho no jogo com o Remo.

SEM TROPEÇO – O Botafogo foi ajudado pelo empate do Avaí (0 x 0 com o Brusque) e pela derrota do Sampaio Corrêa (3 x 2 para a Ponte Preta), que o teriam ultrapassado, com 36 pontos, se houvessem vencido. Agora, a pressão é do Náutico, com 34, e do Guarani, com 33, mas a vitória sobre o Remo o manterá aliviado com a permanência no G4, com 38. A terceira vitória consecutiva, depois de 3 x 2 no Vila Nova e de 1 x 0 no Coritiba, é a grande motivação do Botafogo.

DÉCIMO JOGO – O técnico Enderson Moreira, mineiro de BH, a três semanas de completar 50 anos (28/9/71), chega ao décimo jogo no comando do time, com o retrospecto altamente positivo de 7 vitórias – 6 sem sofrer gol, 3 por 1 x 0 e 3 por 2 x 0 -, 1 empate, só uma derrota, fora de casa, e o saldo excelente de 9 gols (13 a 4). É consenso entre os analistas que o Botafogo ganhou personalidade e segurança em suas atuações, desde que Enderson Moreira assumiu.

SEM LAMENTAR – A reação de otimismo do técnico, logo após o Botafogo ser o primeiro a vencer o líder Coritiba em sua casa, mas perdendo o artilheiro Rafael Navarro pelo terceiro cartão amarelo, aumentou ainda mais a confiança do grupo, quando Enderson foi categórico: “Perdemos uma peça importante, mas o Rafael Moura é uma ótima peça de reposição, e a força da equipe será mantida, disso não tenho nenhuma dúvida”.

BOM LEMBRAR – No turno, no estádio Nilton Santos, o Botafogo venceu o Remo por 3 x 0, e é com a mesma determinação ofensiva que a equipe estará em busca de outra vitória na noite deste sábado (4), no estádio da Travessa Antonio Baena, no bairro da Pedreira, na Zona Oeste de Belém. O gramado natural do Baenão tem as dimensões dos gramados da Copa do Mundo, 105 x 68, e a capacidade do maior estádio particular da região Norte é de 13.792 lugares.

QUARENTINHA – Canhoto de chute potente e certeiro, integrante de um dos maiores ataques da história – Garrincha, Didi, Quarentinha, Amarildo e Zagallo -, Valdir Cardoso Lebrego, o paraense Quarentinha foi responsável pelo aumento da torcida do Botafogo em Belém, onde se destacou no Paysandu. Maior goleador da história do Botafogo – 313 gols em 442 jogos -, ele foi artilheiro do Carioca em 1958 (20 gols), 1959 (27 gols), 1960 (25 gols) e tem a melhor média da seleção brasileira: 1 gol por jogo: 17 gols em 17 jogos. Campeão carioca em 57, 61, 62.

CHEGADA EM DELÍRIO – Passava da uma hora da madrugada de sexta (3) quando a delegação do Botafogo desembarcou no aeroporto internacional do Pará, no bairro de Val-de-Cans, a 12 km da capital Belém, mas os fanáticos torcedores receberam os jogadores em delírio, felizes, gritando os nomes e deixando a todos sorridentes com a recepção festiva. O meia-atacante Chay, entre os mais procurados, atendeu a todos os pedidos de fotos: “É emocionante, é maravilhoso”.

REMO x BOTAFOGO terá a direção de um dos árbitros cotados para a Copa do Mundo de 2022 no Catar: Wilton Pereira Sampaio, de 39 anos, árbitro Fifa desde 2013. Ele é do município de Teresina de Goiás, na região Nordeste do estado, a 490 km da capital Goiânia, e figura entre os árbitros de conceito mais elevado, tanto na Confederação Sul-Americana quanto na Fifa. É tido como dos mais equilibrados e corretos do quadro internacional de árbitros da CBF.

Imagem: Torcedores