Escolha uma Página

PRINCIPAL REFERÊNCIA DA SELEÇÃO BRASILEIRA, Neymar, com o voto de Messi, ficou em 10º no prêmio de Melhor do Mundo da Fifa, ganho pelo polonês Robert Lewandowski, que superou Messi pelo segundo ano consecutivo; o egípcio Salah, e Cristiano Ronaldo, que recebeu o prêmio especial de maior artilheiro de seleções, algo como um prêmio honorífico. Os títulos de Lewandowski se sobrepuseram a quaisquer outros e o atacante foi aplaudido de pé. 

CAMPEÃO ALEMÃO E CHUTEIRA DE OURO, com 41 gols em 2020-21, superando o recorde de Gerd Muller, que perdurava desde 1971-72, com 40 gols, Lewandowski foi também campeão da Supercopa da Alemanha, Supercopa da Europa e Mundial de clubes. Lewandowski fez em 2020-21 menos 13 jogos que Messi (44 a 57) e marcou mais 8 gols (51 a 43). Sem a mesma força do prêmio The Best (O Melhor), da Fifa, Messi ganhou a Bola de Ouro da revista France Football.

CRISTIANO RONALDO mostrou-se alegre ao receber o prêmio especial de maior artilheiro de seleções: “Espero jogar mais quatro ou cinco anos porque trato bem do meu corpo e da minha mente. Estou orgulhoso porque também serei pai outra vez” – disse o atacante, que completará 37 anos dia 5 de fevereiro. Ele é o maior artilheiro de seleções desde 1 de setembro de 2021, com 111 gols (agora já tem 115), quando superou o iraniano Ali Daei, que marcou 109 gols.

DOS CINCO BRASILEIROS COM O PRÊMIO de melhor do mundo da Fifa, só dois ganharam duas vezes consecutivas: Ronaldo Fenômeno em 96 e 97, e Ronaldinho Gaúcho, em 2004 e 2005. O primeiro a receber o prêmio foi Romário, campeão do mundo em 94, e o segundo, Rivaldo, em 99. O último, Kaká, em 2007. 

ÚNICO GOLEIRO NEGRO do Campeonato Inglês, o francês Édouard Mendy, do Chelsea, de Londres, ganhou o prêmio de melhor do mundo da Fifa, superando o italiano Gianluigi Donnarumma, do PSG, e o alemão Manuel Neuer, do Bayern de Munique. Mendy tem 29 anos, 1,94m, foi comprado do Rennes por 22 milhões de libras em setembro de 2020, e apareceu como um dos destaques da campanha vitoriosa na Liga dos Campeões que o Chelsea ganhou em 2020-21.

COMPRADO EM 2003 PELO MAGNATA russo Roman Abramovic, o Chelsea ganhou também os prêmios de melhor técnico, com o alemão Thomas Tuchel, de 48 anos, superando o espanhol Guardiola, do Manchester City, e o italiano Roberto Mancini. E no futebol feminino, a inglesa Emma Hayes, de 45 anos, pelos títulos de campeã da Inglaterra; Copa da Inglaterra; Copa da Liga Inglesa e pelo vice-campeonato da Europa.

O PONTA-DIREITA ARGENTINO Erik Lamela, de 29 anos, recebeu o prêmio Puskas de gol mais bonito da temporada 2020-21, ao marcar de letra o da vitória do Tottenham por 2 x 1 sobre o Arsenal, no clássico de Londres. Comprado em agosto de 2013 da Roma, por 30 milhões de euros, Lamela foi vendido pelo Tottenham ao Sevilha no início da temporada 2021 por 40 milhões de euros.

O TROFÉU FAIR PLAY foi concedido à equipe médica da Dinamarca pelo socorro imediato ao meia Christian Eriksen, de 29 anos, que sofreu parada cardíaca no primeiro jogo da Eurocopa de seleções 2020-21, com a Finlândia, dia 12 de junho, no Parken Stadium, na capital Copenhague. Eriksen sobreviveu graças ao atendimento rápido, mas é pouco provável que volte a jogar.

VIRADA À BRASILEIRA – O Milan deixou de assumir a liderança do Campeonato Italiano, ao levar a virada (2 x 1), no estádio de San Siro, do Spezia, treinado pelo ex-volante Thiago Motta, paulista de 39 anos, na Europa desde 1999. O atacante português Rafael Leão fez o gol do Milan; o meia colombiano Kevin Agudelo empatou e o atacante italiano Gyasi fez o gol da virada do Spezia, 14º. O Milan é vice-líder com 48 pontos, a 2 da Inter, líder e atual campeã.

O NAPOLI MANTEVE o 3º lugar com 46 pontos, ao vencer o Bologna, 13º, por 2 x 0, no estádio Renato Dall’Ara, com os gols do meia destro mexicano Hirving Lozano, de 26 anos, o mais caro da história do Napoli, comprado em 2019 por 42 milhões de euros do PSV. A 22ª rodada italiana foi concluída com a goleada da Fiorentina, em 6º, por 6 x 0 no Genoa, penúltimo. Ciro Immobile, de 31 anos, da Lazio, e o sérvio Dusan Vlahovic, de 21 anos, da Fiorentina, dividem a artilharia com 17 gols.

TÉCNICO OFERECIDO – Demitido do Genoa, que deixou em penúltimo e sem vitória em 22 rodadas no Italiano, o técnico ucraniano Andriy Shevchenko, de 45 anos, foi oferecido ao Benfica, que está sendo dirigido pelo assistente Nelson Veríssimo, após a demissão de Jorge Jesus.

Foto: Divulgação / Bayern de Munique