Gabriel Jesus e Neymar foram os melhores da seleção na goleada de 4 x 0 sobre o Peru, na noite de ontem (17), no estádio Nilton Santos, em que o Brasil manteve 100% na liderança isolada do Grupo B da Copa América. Gabriel Jesus criou várias jogadas e deu assistência para o gol de Alex Sandro aos 12 minutos, único do primeiro tempo. Neymar se destacou na volta do intervalo e fez o segundo aos 23. Everton Ribeiro aos 44 e Richarlison aos 47 completaram o placar.

APAGADOS – Everton Cebolinha, em baixa no Benfica, e Gabriel, sem mercado na Europa, foram os mais apagados, e não à toa, substituídos no intervalo. Sem saber sair da marcação, Gabriel foi o que menos produziu e perdeu o domínio da bola em quatro dos nove lances de que participou, não aproveitando a segunda chance como titular. Everton Cebolinha foi dispersivo, sem criar nem finalizar, depois de já ter sido dos melhores em outras oportunidades.

O CHORO – Neymar fez o quarto gol dos onze que a seleção marcou na temporada 2021, além de ter participado com três assistências. Depois da bela jogada em que driblou o zagueiro Christian Ramos e finalizou sem defesa para o goleiro Pedro Gallese, ao marcar o segundo gol, Neymar não resistiu às lágrimas na comemoração. Ele disse depois que passou por momentos difíceis, prejudicado por algumas contusões, mas que agora a situação mudou muito a seu favor.

O RODÍZIO – O técnico Tite está aproveitando a Copa América para observações com o rodízio em quase todas as posições. Ontem (17), por exemplo, ele tirou Danilo e Alex Sandro, colocando Emerson e Renan Lodi nas laterais, e deu outra chance a Gabriel, Everton Cebolinha e Firmino, que não souberam aproveitar. Os três estão em baixa e é pouco provável, a não ser por falta de opção do técnico, que se mantenham no grupo.

GOLEIROS – A seleção está bem servida de goleiros, não só com Ederson, do Manchester City, que jogou ontem (17), e Alisson, do Liverpool, que participou bem da estreia, mas também com Weverton, do Palmeiras. Os três demonstram muita segurança nas saídas do gol e estão entre os que mais sabem sair jogando com os pés, virtude da maioria dos goleiros europeus. Bom lembrar: Guardiola, técnico do Manchester City, se desmancha em elogios a Ederson.

SÓ QUARTA – Em um grupo de cinco, a seleção estará de folga na próxima rodada e só voltará quarta (23) ao estádio Nilton Santos para o jogo com a Colômbia, que ficou no 0 x 0 na noite de ontem (17) com a Venezuela, e jogará domingo (20), em Goiânia, com o Peru. A seleção dos 4 x 0 no Peru teve Ederson, Danilo (Emerson), Militão, Tiago Silva e Alex Sandro (Renan Lodi); Fabinho, Fred e Neymar; Gabriel Jesus (Firmino), Gabriel (Everton Ribeiro) e Everton Cebolinha (Richarlison).

SELEÇÃO OLÍMPICA – Daniel Alves será o mais velho da história da seleção a disputar os Jogos Olímpicos aos 38 anos, convocado ontem (17) pelo técnico André Jardine. Neymar, medalha de ouro em 2016, ao converter o último pênalti na final com a Alemanha, no Maracanã, e Marquinhos não foram liberados pelo PSG, tal como Weverton pelo Palmeiras e Pedro pelo Flamengo. As Olimpíadas não constam do calendário internacional de jogos e os clubes não são obrigados a ceder. O Flamengo disse ter investido R$90 milhões em Pedro e precisa do atacante no Campeonato Brasileiro.

Foto: Jornal de Brasília