Ao subir as escadas do Stade de França para receber a medalha de prata pelo segundo lugar na Copa da França, Neymar deu um soco na cara de um torcedor do Rennes, time que impediu o Paris Saint Germain de ganhar pela décima terceira vez o título. Neymar havia feito o segundo gol, após assistência para o lateral Daniel Alves marcar o primeiro, mas o Rennes reagiu e empatou (2 x 2), levando a decisão aos pênaltis, que o time da região da Bretanha, noroeste da França, ganhou (6 x 5).

MBAPPÉ EXPULSO – Parceiro de Neymar e Cavani no ataque, o francês Kylian Mbappé, de 20 anos – melhor jogador jovem da Copa do Mundo de 2018 -, foi expulso, ao atingir com entrada grosseira e maldosa, com a sola da chuteira, o joelho do zagueiro Damien da Silva, franco-português de 30 anos. O árbitro Ruddy Buquet mostrou o cartão vermelho direto para Mbappé, que antes havia sido advertido, junto com mais cinco jogadores do PSG, entre eles Neymar, com cartão amarelo.

NÃO SOUBE GANHAR – Depois de fazer 2 x 0 em oito minutos, com os gols de Daniel Alves aos 13, com assistência de Neymar, que marcou o segundo aos 21, encobrindo o goleiro com um toque de categoria, o PSG sofreu o primeiro gol, marcado contra pelo zagueiro Kimpembe, aos 40. Na volta do intervalo, Mexer empatou aos 17 e o Rennes seguiu pressionando pela virada, que o goleiro do time de Paris evitou.

6 x 5 NOS PÊNALTIS – A decisão nos pênaltis foi muito equilibrada e o PSG só perdeu a última cobrança, depois que Cavani converteu o primeiro, Daniel Alves aproveitou o segundo e Neymar o quinto. O Rennes, da região da Bretanha, noroeste francês, não ganhava a Copa da França desde 1971. O Paris Saint Germain deixou escapar o segundo título da temporada, depois de se tornar campeão francês pela sexta temporada consecutiva.

PÉSSIMA REPERCUSSÃO – A agressão de Neymar ao torcedor teve péssima repercussão nos círculos do futebol em toda a Europa. Os principais jornais esportivos da França, entre eles o L’Equipe – o mais importante -, Espanha, Itália, Alemanha e Portugal criticaram a atitude do atacante do PSG e da seleção brasileira. Todos lembraram que Neymar terá que cumprir suspensão de três jogos na Liga dos Campeões de 2019-2020, por ofensas a um árbitro nas redes sociais.

Foto: UOL Esporte