Com o total de 272 passageiros, o Flamengo estabelece amanhã (13) o novo recorde de uma delegação brasileira de futebol, que decolará às 16h35m do Rio, em voo direto de 15 horas, no Boeing 777 da Qatar Airways, o mais moderno bimotor do mundo. O Boeing 777 é a primeira aeronave comercial produzida pela Boeing nos Estados Unidos, equipada com o sistema fly-by-wire, que permite controles medidos por computadores. Na rota da Qatar Airways, fundada em 22/11/93, estão 81 destinos.

2 MILHÕES DE DÓLARES – O Flamengo acertou o fretamento do voo por dois milhões de dólares, o equivalente a 8 milhões e 500 mil reais. Nesse valor, cada passagem custaria 30 mil reais, mas a Qatar Airways ofereceu um superdesconto e o preço caiu para 2 mil 700 reais, cada passagem. As condições superaram às da TAP, inicialmente consultada.

PATROCÍNIO MASTER – O custo final do voo fretado, muito abaixo do valor de mercado, tem a ver com o alto interesse da empresa aérea de ser o anunciante master da camisa do Flamengo a partir de 2020. A Qatar está na camisa de vários times europeus, acertou com o Boca Juniors e é parceira da FIFA em diversos eventos, inclusive a Copa do Mundo.

OS VALORES – A Qatar Airways deverá pagar ao Flamengo 20 milhões de reais/ano, embora esse valor possa aumentar até o acerto final. O atual patrocínio master do BS2, rende 15 milhões de reais/ano, mais participação na abertura de contas. A instituição financeira será convidada a ocupar outro espaço da camisa, e a tendência é que aceite.

63 SEM CUSTO – No preço especial do fretamento do voo, a Qatar ofereceu ao Flamengo, sem custo, 63 lugares, 42 na classe executiva, em que viajarão o presidente, dirigentes do futebol, comissão técnica e 31 jogadores (oito servindo como sparrings). Os lugares restantes foram vendidos pelo clube para diretores, conselheiros e funcionários.

MARCIO BRAGA – Foi o nome escolhido pela diretoria para chefiar a delegação ao Qatar, em reconhecimento ao trabalho em seis mandatos e como o presidente que mais ganhou títulos no clube: Carioca, Copa do Brasil e Brasileiro. Marcio Braga, de 83 anos, não pôde aceitar por estar com a saúde debilitada.

ACOMPANHANTES – O Flamengo facilitou a cada diretor o direito de levar acompanhante – uns optaram por viajar com a esposa, outros com um filho -, mas pagando a passagem. Hospedagem, alimentação e deslocamentos em táxi serão por conta de cada um, que com certeza usará a economia do preço da passagem, reduzido em torno de 80%.

OLHO NO RIVAL – Sem perda de tempo, logo após o desembarque a comissão técnica vai conhecer o adversário do Flamengo na semifinal. O técnico e seus assistentes vão ver Al-Hilal, da Arábia Saudita, campeão da Ásiax Esperance, da Tunísia, campeão da África. Bom lembrar: o time do Al-Hilal foi dirigido por Jorge Jesus.

SEGURANÇA – Nesta quinta (12) serão dados os últimos retoques no esquema de segurança para o embarque. O Flamengo não tem dúvida de que os torcedores farão manifestações ainda maiores das que mostraram no dia da final para a Libertadores e vão tentar evitar que se repitam os transtornos, sem tirar a liberdade de apoio.