Escolha uma Página

O Santos só precisava do empate para evitar o primeiro rebaixamento de sua história de 109 anos, em que foi 22 vezes campeão paulista, mas a presença do novo técnico Fernando Diniz, que será apresentado nesta segunda (10), motivou ainda mais o time a vencer o São Bento, de Sorocaba, neste domingo (9) na Vila Belmiro, com os gols de Lucas Braga e Kaio Jorge, nos minutos finais do primeiro tempo. Em seu perfil oficial no Twitter, o clube ressaltou: “O Santos nunca caiu nem cairá nunca”.

FERNANDO DINIZ, de 47 anos, tem o perfil do treinador que se ajusta ao elenco do Santos, com muitos jovens de técnica refinada, entre outros, Lucas Braga, Kaio Jorge e Angelo, que só em dezembro completará 17 anos, o mais novo da história da Libertadores a marcar um gol aos 16 anos, 4 meses e 16 dias, nos 3 x 1 sobre o San Lorenzo, dia 6 de abril, na Argentina. O técnico poderá desenvolver no Santos o trabalho de qualidade que realizou no São Paulo, como todos pensam na Vila Belmiro.

VAGA NAS OITAVAS – Depois do mau começo, em que perdeu por 2 x 0 para o Barcelona, na Vila Belmiro, e para o Boca, na Argentina, o Santos iniciou a reação com a goleada (5 x 0) no The Strongest. Terça (11), no segundo jogo consecutivo na Vila, o objetivo é ficar igual em pontos (6) ao Boca, para seguir disputando a segunda vaga nas oitavas, de vez que o Barcelona tem 9 pontos e ainda não sofreu gol. Nos oito grupos, o Santos é o único dos sete brasileiros que não lidera.

DECISIVO – O jogo de terça (11) é decisivo, e só a vitória sobre o Boca manterá o Santos com chance de se classificar, ainda que as dificuldades não diminuam nas duas últimas rodadas. Pelo contrário: o jogo seguinte, além de ser na altitude de La Paz, desperta espírito de vingança no The Strongest, goleado por 5 x 0 na Vila Belmiro, e o último jogo, com o Barcelona, em Guaiaquil, será com a melhor equipe do Grupo C, disposta a se manter em primeiro e com 100% de aproveitamento.

VAGA COM APOIO – Mais focado na Libertadores, em que chegou à decisão em 2020, o Santos foi o único dos grandes que não conseguiu se classificar para o quadrangular final do Campeonato Paulista, dividido entre equipes da capital e do interior. O Palmeiras foi o último a obter a vaga, ao vencer (3 x 0) a Ponte Preta, com o apoio do arquirrival Corinthians, que ganhou (2 x 1) do Novorizontino. 

BOM LEMBRAR – Dos oito times, o Corinthians é o que tem mais títulos (30), Palmeiras 23, São Paulo 21. O último time do interior que ganhou o Campeonato Paulista foi o Ituano, em 2014. A Internacional de Limeira foi campeã em 1986 e o Bragantino em 1990. Os jogos do quadrangular 2021 serão Mirassol x Guarani, Bragantino x Palmeiras, São Paulo x Ferroviária e Corinthians x Internacional de Limeira. O Palmeiras venceu o Corinthians, nos pênaltis, na decisão de 2020.

Foto: Ivan Storti/Santos FC