O jogo com maior número de gols (9) da primeira vitória do visitante Fluminense sobre o Grêmio (5 x 4), na quarta virada do Brasileirão 2019, representa a valorização do mais importante campeonato de futebol do país. Mesmo que os nove gols de ontem (5), na Arena Grêmio, não tenham evitado a redução de gols. Na primeira rodada, 33. Na segunda, 26. Na terceira, 24.As quatro viradas: Flamengo 3 x 1 Cruzeiro e Bahia 3 x 2 Corinthians, na primeira rodada, e Ceará 1 x 2 Atlético Mineiro e Grêmio 4 x 5 Fluminense, na terceira rodada.

MEIO A MEIO – Pela segunda rodada consecutiva, a metade dos gols foi no primeiro tempo: 13 nos 26 da segunda e 12 nos 24 da terceira. Na primeira, rodada com mais gols (33), 14 foram marcados no primeiro tempo. Nos 30 jogos das três primeiras rodadas, só oito não tiveram gol no primeiro tempo, e em 13, os que jogavam em casa saíram para o intervalo com vitória. Só em dois jogos, o placar do primeiro tempo foi mantido: Palmeiras 1 x 0 Inter e Bahia 1 x 0 Avaí.

BOA MÉDIA – O Brasileirão 2019 registrou nos 30 jogos das três primeiras rodadas o total de 83 gols, média de 2.76 gols por jogo. 39 gols foram marcados no primeiro tempo. Cinco são os ataques mais positivos com seis gols: Atlético Mineiro, Palmeiras, Fluminense, Bahia e Atlético Paranaense. O único ataque a marcar só um gol em três jogos é o do CSA. A única defesa que sofreu só um gol em três jogos é a do Palmeiras.

SEM GANHAR – Depois de três rodadas, só há quatro times sem vitória no Brasileirão 2019: CSA (2 empates, 1 derrota), GrêmioAvaí e Vasco, todos com 1 empate e 2 derrotas, não à toa os quatro últimos colocados. 

SEM PERDER – Só os quatro primeiros – Atlético Mineiro, Palmeiras, São Paulo e Santos – ainda não perderam. O Atlético soma três vitórias, único 100%, e os outros têm duas vitórias e um empate. Entre os 10 primeiros, só Bahia (quinto), Botafogo (sexto) e Cruzeiro (sétimo) ainda não empataram e estão iguais com duas vitórias e uma derrota.

SEM CARTÃO – Ceará e Atlético Mineiro entraram no jogo de sábado (4), em Fortaleza, como os únicos ainda sem cartão amarelo. O atacante Jair, que fez o gol da vitória (1 x 0) do Atlético, aos 47 do segundo tempo, minutos antes recebeu o cartão por falta. E então o Ceará passou a ser o único sem ter jogador com cartão amarelo.

CUCA, do São Paulo, foi o segundo técnico advertido com cartão amarelo, aos 41 do segundo tempo, do 1 x 1 de ontem (5), no Morumbi, com o Flamengo. O primeiro, no Maracanã, foi Mano Menezes, do Cruzeiro, na estreia com o Flamengo.ARTILHEIROS – Os dois principais artilheiros, com 3 gols, são de times que estão no meio e abaixo do meio da tabela de classificação: Everaldo, da Chapecoense (décimo lugar), e Ricardo Bueno, do Ceará (décimo segundo). Há nove com dois gols e quatro são de times do Rio: Pedro e Yony Gonzalez(Fluminense), Bruno Henrique (Flamengo) e Maxi Lopez (Vasco).

RECORDE – O Palmeiras igualou marca conseguida há 46 anos, com a vitória (1 x 0) do último sábado (4) sobre o Internacional, quando completou 26 jogos consecutivos sem perder em seu moderno Allianz Parque. O recorde de 1972-1973 foi do time dirigido por Osvaldo Brandão (1916-1989), que teve cinco passagens pelo clube, entre 1945 e 1980, ganhando quatro Campeonatos Paulistas e três Campeonatos Brasileiros.Sem ser recorde, o 1 x 0 no Internacional foi a décima segunda vitória consecutiva do Palmeiras, que também não sofreu gol em seus últimos cinco jogos no Allianz Parque.

MAIS EMPATES – Na primeira rodada do Brasileirão 2019 não houve empate. Na segunda, dois – Avaí 1 x 1 Grêmio e CSA 1 x 1 Palmeiras -, e na terceira, quatro: três 1 x 1 e o primeiro 0 x 0, tornando CSA e Santos os primeiros sonegadores de gols do campeonato. 

BOM LEMBRAR – Faltam seis rodadas para a paralisação do Brasileirão 2019, em virtude da Copa América, de 14 de junho a 14 de julho, no Brasil. O campeonato vai parar após a nona rodada, nos dias 12 e 13 de junho, e recomeçar nos dias 13 e 14 de julho.