Escolha uma Página

REAL MADRID e Manchester City abriram as quartas de final da Liga dos Campeões com um jogo antológico, intenso, vibrante, alegre, com seis gols, duas viradas e futebol técnico primoroso, só com 20 faltas (nove do City) e dois amarelos para cada time. Em noite de céu claro, 84 mil pagantes no estádio Santiago Bernabeu.

OS DOIS PRIMEIROS GOLS foram de portugueses. O meia Bernardo Silva, em bela cobrança de falta, fez 1 x 0 logo aos 2 minutos, mesmo tempo da virada do Real Madrid, com o gol contra do zagueiro Ruben Dias, desviando chute de Camavinga, aos 12, e do ex-santista Rodrygo aos 14, com um toque por baixo do goleiro.

NA VOLTA DO INTERVALO, a virada do City em cinco minutos, com Phil Foden, da entrada da área, aos 21, e Josko Gvardiol, meia canhoto croata, aos 26, de meia distância. Foi com o belíssimo gol de voleio do meia uruguaio Valverde, aos 34, que o Real Madrid estabeleceu o 3 x 3 final da noite de futebol de emoção e arte.

CARLO ANCELOTTI, de 64 anos, tornou-se o primeiro técnico com 200 jogos na Liga dos Campeões, que ganhou em 2013-14 e 2021-22 com o Real Madrid. Antes, no Milan, bicampeão como meia em 1988-89 e 1989-90, e como técnico em 2002-03 e 2006-07. É o único seis vezes campeão do maior torneio de clubes do mundo.

JOSEP GUARDIOLA, de 53 anos, completou o 23º jogo invicto como técnico do City, atual campeão da Liga dos Campeões, com o 7º empate e 16 vitórias. A última derrota foi em 5/5/2022 para o Real Madrid (3 x 1), na semifinal de 2021-22. Na atual Champions, o City venceu todos os seis jogos da fase de grupos.

POUCAS VEZES A SEGURANÇA foi tão reforçada no estádio do Real Madrid, devido à ameaça de ataque terrorista do Estado Islâmico, grupo extremamente violento do Oriente Médio, e foi criado após a invasão do Iraque em 2003. O jogo não registrou incidente, e os quatro mil torcedores do City se mantiveram calmos.

NA DECISÃO DA VAGA para as semifinais, dia 10, o City contará com a volta do goleiro Ederson, recuperado de lesão na coxa, ao cometer o pênalti do 1 x 1 com o Liverpool, dia 10 de março, e do meia belga De Bruyne, que passou mal e vomitou no vestiário, pouco antes de sair para o aquecimento no gramado.

O REAL MADRID NÃO TERÁ o meia francês Tchouaméni, advertido com cartão amarelo, logo aos 40 segundos, pelo árbitro François Letexier, de 34 anos, que também advertiu Carvajal, Akanji e Bernardo Silva. Das 26 finalizações, 12 do City; das 11 na direção do gol, 5 do Real Madrid.

Fotos: Real Madrid / Manchester City