Antes de se tornar o mais jovem a fazer dois gols em um jogo do Campeonato Espanhol, aos 17 anos e 94 dias, na vitória do Barcelona sobre o Levante (2 x 1), no primeiro domingo (2) de fevereiro de 2020, o atacante africano Ansu Fati já havia conseguido outras duas marcas expressivas, que nenhum da sua idade alcançou: gol no Campeonato Espanhol e gol na Liga dos Campeões, torneio mais importante de clubes do mundo.

NA CONTRAMÃO dos milhões de euros, gastos pelos principais clubes dos cinco maiores campeonatos da Europa, o jovem Ansu Fati chegou a Barcelona aos seis anos, na mudança dos pais para a Espanha, acompanhando o irmão Braima, que assinou contrato com o Sevilha. Aos 10 anos, em 2012, Ansu Fati, nascido em 31/10/2002 na Guiné-Bissau, entrou na Academia La Masia, do FC Barcelona.

SEQUÊNCIA DE FEITOS – O primeiro contrato de Ansu Fati com o Barcelona foi assinado em 24 de julho de 2019, até 2022. Como todos, Ansu Fati estreou no time B, em 31/8/19, aos 16 anos 304 dias, tornando-se o mais jovem do clube e terceiro do campeonato, a fazer o primeiro gol. Na estreia no time titular, em 14/9/19, com 2 x 0 no Valencia, foi o mais jovem a fazer um gol e a dar assistência para o segundo, marcado pelo holandês Frenk de Jong. 

LIGA DOS CAMPEÕES – Em 10 de dezembro de 2019, aos 17 anos e 40 dias, Ansu Fati foi o mais jovem a fazer um gol na Liga dos Campeões, na vitória (2 x 1) sobre a Inter de Milão. Dez dias depois, obteve a nacionalidade espanhola e usou o passaporte, pela primeira vez, para a a viagem ao Brasil, onde disputou com a seleção da Espanha o Mundial sub-17.

COMPARAÇÕES – Ansu Fati, custo zero ao Barcelona, 5 gols: 4 no campeonato, 1 na Liga dos Campeões. Em 582 minutos, em 13 jogos, Ansu Fatisupera os três, que custaram 150 milhões de euros ao Real MadridVinícius Júniorex-Flamengo18 jogos, 672 minutos, 1 golRodrygo, ex-Santos16 jogos, 662 minutos, 2 gols, e o sérvio Luka Jovic, 21 jogos, 389 minutos, 1 gol. Ansu Fati, zero centavo ao Barcelona, é o artilheiro bom, bonito e barato, havia chegado, sem custo, a um dos elencos mais valorizados do mundo, tendo no recordista Messi, a principal figura, ganhador de seis Bolas de Ouro, cinco consecutivas.