Nenhum estudo em torno de uma figura do esporte foi realizado com tanta profundidade quanto o da Deloitte sobre Cristiano Ronaldo, marca hoje avaliada em 200 milhões de euros! Sozinho, o artilheiro da Juventus e da seleção de Portugal, tem mais seguidores no Instagram (204 milhões) que Barcelona (84 milhões) e Real Madrid (84,4 milhões) juntos. Mais que o presidente dos Estados Unidos (17 milhões) , ele não é um fenômeno só no futebol: já entrou nas áreas do cinema e da política.

CRISTIANO RONALDO tem mais de 400 milhões de seguidores em suas redes sociais, e no Twitter conta com 82 milhões, enquanto Donald Trump tem 72 milhões. Desde que o artilheiro chegou à Itália, em 2018, a Juventus voltou a ser um dos 10 clubes europeus com mais receita. O faturamento de 395 milhões de euros, em 2015, saltou para 460 milhões em 2019. Algo que o próprio clube levou certo tempo para assimilar.

SUPERVALORIZAÇÃO – Cristiano Ronaldo mudou tudo na Juventus: a receita, em dia de jogo na Arena Juventus, passou de 51 milhões de euros em 2018 para 66 milhões de euros em 2019. As receitas de transmissão dos jogos da Juventus, pela TV, passou de 200 milhões de euros em 2018 para 210 milhões de euros em 2019. O clube aumentou muito o valor dos direitos de transmissão dos jogos no Italiano e na Champions League.

DE 30 A 200 MILHÕES – Um dos grandes especialistas europeus em marketing esportivo, o analista Daniel Sá, do Instituto Português de Administração de Marketing de Lisboa, lembra que há 10 anos Cristiano Ronaldo era marca capaz de render de 25 milhões a 30 milhões de euros, por ano: “Fenômeno. É a única palavra capaz de resumir bem esse salto de qualidade extraordinário na carreira desse notável profissional do futebol” – resume Daniel Sá.

LÍDER DO INSTAGRAM – Cristiano Ronaldo é a figura do esporte que mais ganha no Instagram, com 902 mil euros por post, além de ser detentor dos twetts mais lucrativos. Ele tem 83 milhões de seguidores nesta rede social. Um tweet efetuado por ele, vale 803 mil euros, enquanto um do Andrés Iniesta, ex-Barcelona, hoje no Japão, vale 546 mil, e um do Neymar, 442 mil. Os números são da plataforma de marketing esportivo Opendorse.

AINDA NO TWITTER, e quebrando o monopólio do futebol, Lebron James, segundo maior nome da história da NBA, depois de Michael Jordan, com vários recordes pelo Los Angeles Lakers, é o quarto entre os que mais ganham – 435 mil euros -, figurando no topo dos atletas americanos com mais publicações nas redes sociais. A tenistaSerena Williams, ganhadora de 23 provas do Grand Slam, é a primeira mulher no ranking. Ela ganha 106 mil euros em cada tweet.

INCALCULÁVEL – Nem mesmo a Forbes, a mais conceituada revista de economia e negócios no mundo – conseguiu chegar aos números da fortuna de Cristiano Ronaldo. Além do que ganha na Juventus – em torno de R$20 milhões ao mês -, é sócio de rede de hotéis na Europa e tem contrato com Armani, Castrol, PokerStars, Tag Heuer e um contrato vitalício com a Nike, que lhe rende um bilhão de dólares, sem que seja revelado de que forma é pago.

CRISTIANO RONALDO é considerado o atleta mais caridoso do mundo. Ele faz muita doação e apoia as campanhas sociais da Unicef em todos os continentes. O artilheiro não revela por mais quanto tempo pretende continuar em campo, mas o que não pretende, ao encerrar a carreira, é ser técnico ou dirigente. Ele está se dedicando, quando lhe sobra tempo, ao aperfeiçoamento do inglês. Quer aparecer nas telas do mundo como um grande ator de cinema.

A DELOITTE, fundada em 1845 em Londres, com sede em Nova York e faturamento anual de 50 bilhões de dólares, é uma das quatro maiores empresas profissionais do mundo, daí ser integrante do Big Four (Quatro Grandes). Seus 320 mil profissionais, todos do mais elevado nível, estão distribuídos em 700 escritórios, em 150 países. No Brasil, a sede é na Rua São Bento, no Centro do Rio de Janeiro.

Foto: AFP