A CREDIBILIDADE DE ZICO atraiu mais de 60 mil torcedores e deu o retoque no brilho do Jogo das Estrelas, o último grande evento de 2022 do futebol brasileiro, na noite de ontem (28), no Maracanã. O maior ídolo e artilheiro do Flamengo marcou o penúltimo dos catorze gols e foi ovacionado: “Ei, ei, ei, o Zico é o nosso rei”.

ZICO ELEVOU O PENSAMENTO ao céu e pediu a Deus pela recuperação de Pelé e Roberto Dinamite, entre os primeiros a participar do Jogo das Estrelas, no CFZ – Centro de Futebol Zico. “Que tenham recuperação rápida e completa” – disse Zico, lembrando que “Pelé inspirou muitos de uma geração em que me incluo”.

OS PARTICIPANTES da grande noite entraram no gramado do Maracanã com a camisa com uma silhueta do soco no ar, marca registrada do eterno rei do futebol na comemoração do gol, e com duas palavras: “Pelé Eterno”. Esse foi o nome do filme de sucesso mundial, produzido por Aníbal Massaíni, e de que participei.

A EXIBIÇÃO DAS TAÇAS que o Flamengo conquistou em 2022 – Copa do Brasil e Copa Libertadores – levou os 60.356 pagantes à vibração. Assim que o jogo começou, um outro delírio: a caneta do meia Arrascaeta, com um toque de muita sutileza, em Carlos Alberto, ex-meia do Fluminense e do Vasco. O Maracanã explodiu!

SETE GOLS NO 1º TEMPO, com destaque para os de Everton Ribeiro encobrindo o goleiro; do ex-meia Djalminha, canhoto ilustre de sempre; de Junior, categoria que o tempo não gasta, na cobrança do pênalti de Sorin em Everton Ribeiro, e os dois consecutivos do estreante Endrick, o mais novo entre as estrelas da noite.

ZICO TEVE PÊNALTI defendido por Carlos Germano, que saltou e espalmou, mas voltou no 2º tempo para fazer o sétimo das estrelas de camisa vermelha, e seu neto Felipe Coimbra, que havia feito belo gol de canhota no ângulo, completou o placar de 8 x 6. Zico já está concentrado na festa de 2023. Com certeza, ainda mais bonita.

Fotos: André Durão / Thiago Ribeiro


c

Fotos: Thiago Ribeiro e André Durão