DOIS DIAS APÓS O GOVERNO britânico anunciar pesadas sanções contra investidores e empresários russos, depois da invasão da Ucrânia, o bilionário do petróleo russo Roman Abramovich entregou o controle do Chelsea FC, que comprou em junho de 2003 por 3.200 milhões de dólares (R$17 bilhões). Não foi só a pressão, pelo relacionamento estreito com Putin, que fez Abramovich deixar o clube.

A CÂMARA DOS COMUNS, integrada por 650 membros, acatou o pedido do Parlamento, legislativo supremo do Reino Unido, para o bilionário deixar o Chelsea. Abramovic revelou mais de uma vez, que pagou a políticos ligados a atividades e práticas corruptas. O clube completará 117 anos no próximo dia 10, fundado em março de 1905, já sob a nova administração da Fundação de Caridade Chelsea. 

ROMAN ABRAMOVICH, de 55 anos, natural de Saratov, cidade do Leste russo, a 843 km da capital Moscou, é o 142º dos mais ricos do mundo. Com fortuna pessoal avaliada em 15 bilhões de dólares, de acordo com a Forbes, revista americana de negócios e economia, a mais conceituada do mundo desde 1907, ele  já ultrapassou 3 bilhões e 200 milhões de dólares, mais de R$17 bilhões, em doações.

O PRIMEIRO TÉCNICO DO CHELSEA contratado por Abramovic foi José Mourinho, em 2004, logo após ganhar a Liga dos Campeões com o FC Porto. O novo dono começou gastando quase 170 milhões de euros na compra de jogadores portugueses do Benfica (91 milhões) e do Porto (75 milhões). Mourinho colocou o Chelsea no pódio dos campeões, em suas duas passagens pelo clube do Oeste de Londres.

NÃO HÁ PRECISÃO DE NÚMEROS, mas Mourinho ganhou muitos milhões de euros pelo bi da Premier League e pela Supercopa da Inglaterra em 2004-05/2005-06. E aumentou a poupança, ao voltar em 2014-15, de novo campeão da Premier League, da Copa da Inglaterra e da Copa da Liga Inglesa. Caseiro e muito discreto, o técnico português de 59 anos não dá brecha para que sua fortuna sequer seja avaliada.

LUIZ FELIPE SCOLARI foi o único técnico brasileiro a dirigir o Chelsea e a conseguir a marca histórica de 11 vitórias consecutivas como visitante na Premier League, superando a de 10 jogos, desde 1960, do rival londrino Tottenham. Abramovic gostava da postura e do rigor de Scolari, que cobrava muito nos treinos e nos jogos da temporada 2008-09, em que ganhou 19, empatou 10 e perdeu 7 dos 36 jogos.

OS BRASILEIROS do elenco atual do Chelsea deram ao bilionário a alegria que faltava, o título de campeão mundial de clubes, na vitória sobre o Palmeiras, em que o zagueiro Thiago Silva foi eleito o melhor do torneio. Em um de seus jatos privados, Abramovic foi aos Emirados Árabes, mas só apareceu após o jogo para fazer uma foto de lembrança com dois ou três jogadores com a taça.

AGORA, A PERGUNTA SOBRE O FUTURO DO CHELSEA, sem o bilionário russo, está na letra de João Sergio e na voz de Aroldo Melodia, do samba-enredo O Amanhã, campeão do Carnaval carioca de 1978, da União da Ilha do Governador: “Como será o amanhã? Responda quem puder”…

Foto: Reprodução / Instagram