Integrantes da Mancha Verde, considerada uma das torcidas organizadas mais violentas, fizeram protesto na porta da Academia de Futebol do Palmeiras, com faixas e cartazes, ameaçando de morte o técnico Luiz Felipe Scolari, durante o último treino antes do clássico da décima terceira rodada do Campeonato Brasileiro, com o Corinthians, às 19 horas deste primeiro domingo (4) de agosto, na Arena Corinthians. O Palmeiras teve reação imediata, repudiando a manifestação.

“CLÁSSICO VALE VIDA”, um dos dizeres de uma das faixas. Outra, em tom direto contra o técnico, faz uma pergunta: “Felipão, dono do Verdão”? Mas, a faixa que mais causou espanto foi “Ainda não morreu ninguém”, em alusão à declaração do técnico, em Porto Alegre, após a eliminação da Copa do Brasil para o Internacional: “Perdemos uma competição, mas ninguém morreu”. Os torcedores da Mancha Verde continuam irritados e acrescentaram: “Ninguém morreu…ainda”.

CORAL AFINADO – Além de exibirem cartazes e faixas, os integrantes da Mancha Verde, visivelmente enfurecidos, entoaram um coro bem afinado contra o técnico do Palmeiras: “Felipão, vai se foder, se não ganhar amanhã é você quem vai morrer”. O coro foi bem entoado e repetido pelo menos quatro vezes pelos manifestantes, observados à curta distância pela segurança do clube, que foi reforçada. O ônibus do clube terá escolta especial até chegar à Arena Corinthians.

PALMEIRAS RESPONDE – Menos de uma hora depois que as manifestações cessaram, o Palmeiras emitiu nota em que classifica os protestos como absurdos e incompatíveis. Diz a nota: “A Sociedade Esportiva Palmeiras considera totalmente incompreensível a manifestação de alguns torcedores, na tarde deste sábado, na porta da Academia de Futebol. Não aceitamos nem vamos compactuar com ameaça e violência. Todas as providências em relação ao episódio estão sendo tomadas”.

AINDA NA NOTA, objetiva e bem redigida, o Palmeiras destaca: “Temos total convicção de que o trabalho dos últimos anos resgatou o orgulho do nosso torcedor e o valor da nossa marca”. A DOIS PONTOS do líder Santos (29), que abre o domingo jogando às 11 horas com o Goiás, na Vila Belmiro, o Palmeiras, com 27 pontos – 8 vitórias, 3 empates, 1 derrota, 20 gols marcados e 6 sofridos -, tem três pontos a mais que o Flamengo, terceiro com 24, e oito à frente do Corinthians (19). Os dois times com mais torcida do futebol paulista estão em competições internacionais paralelas: o Palmeiras disputando vaga com o Grêmio para as semifinais da Libertadores e o Corinthians, na Copa Sul-Americana, decidindo vaga com o Fluminense para as semifinais.