Escolha uma Página

PELÉ RECEBEU O PRÊMIO DE ATLETA DO SÉCULO 20, na noite do sábado, 15 de maio de 1981, aplaudido por 50 mil torcedores, antes do amistoso em que o Brasil venceu a França por 3 x 1, no Parque dos Príncipes, em Paris. Jacques Goddet, diretor do jornal L’Equipe, fez a entrega, ao lado do embaixador Luis Gonzaga Nascimento Silva, na maior consagração de sua notável carreira.

O JORNAL FRANCÊS deu ao prêmio o nome de Champion du Siècle (Campeão do Século), mas a tradução popularizou a conquista de Pelé no Brasil como Atleta do Século. Pelé obteve 146 pontos, mais seis que o pugilista Cassius Clay, e o terceiro foi o corredor Carl Lewis, que ganhou nove medalhas olímpicas de ouro.

O COMITÊ OLÍMPICO INTERNACIONAL, em votação dos presidentes dos 200 Comitês Olímpicos Nacionais, em 1999, concedeu o prêmio a Pelé com o nome correto de Atleta do Século. O Rei do Futebol superou Michael Jordan, campeão olímpico de basquete, e o nadador Mark Spitz, que ganhou sete medalhas de ouro em Munique.

APLAUDIDO DE PÉ pelos 50 mil torcedores no Parque dos Príncipes, Pelé ergueu os braços e fez o V da vitória com os dedos médio e indicador, antes de receber a estatueta. No amistoso, a seleção brasileira de Telê Santana, que se preparava para a Copa de 82, venceu a França por 3 x 1, gols de Zico, Reinaldo e Sócrates.

É SEMPRE BOM LEMBRAR: em sua vitoriosa e incomparável carreira de 1.283 gols em 1.364 jogos, sendo 1.091 gols em 1.116 jogos pelo Santos, o Rei do Futebol marcou 92 hat-tricks (3 gols em um jogo) e 31 pokers (4 gols em um jogo). Pelé fez também sete vezes 5 gols em um jogo.

Foto: Placar