ABEL BRAGA NÃO É MELHOR NEM PIOR, É UM BOM TÉCNICO. E quem diz que Abel Braga é bom técnico, não sou eu, são as conquistas que conseguiu com trabalho competente, sério e honesto. E fiz referência aos três itens porque acompanhei a carreira dele desde o início dos anos 70, quando se destacou como bom zagueiro do Fluminense, campeão também no Vasco, como uma das referências do time que Orlando Fantoni dirigiu no título de 1977.

RESTA SABER O QUE O FLUMINENSE vai oferecer de bom a Abel Braga para que ele monte uma equipe em condições de disputar títulos e não apenas de ser mero participante. O Fluminense de 2021, 7º no Campeonato Brasileiro, só com 4 vitórias em 19 jogos como visitante, o muito que conseguiu foi a vaga inexpressiva para a pré-Libertadores. Pouco, para não dizer falta de aspiração como clube de tradição e como time que tem história.

JOGADOR DO CLUBE DO CORAÇÃO, entre 1971 e 1976, Abel Braga foi zagueiro do time que ganhou quatro títulos em seis anos, integrando um dos grupos mais vencedores da história do clube. Técnico campeão carioca em 2005, campeão gaúcho, da Libertadores e do Mundial de clubes em 2006, voltou ao Fluminense para ser campeão carioca e brasileiro em 2012. Abel foi campeão carioca em 2004 e 2019 no Flamengo, e vice-campeão brasileiro no Internacional em 2020, por diferença de 1 ponto do Flamengo.

ABEL BRAGA pode recolocar o Fluminense na rota das vitórias e dos títulos, mas isso não depende só dele. Cabe ao clube investir em contratações que façam do Fluminense um time melhor, mais forte e mais competitivo em 2022, superior ao time fraco e medíocre de 2021. A torcida que sempre prestigia e faz espetáculos maravilhosos, como o da 4ª feira passada, no Maracanã, merece muito mais. Ou será que em 2022 o Fluminense vai continuar sem ser F.C?

Foto: GZH