Diego, meia do Flamengo, marcou mais um gol de placa em sua carreira, ao ser o primeiro do futebol brasileiro a entrar na campanha de ajuda aos amazonenses, em situação dramática com a falta de oxigênio nos hospitais de Manaus, onde mais de mil novos casos e quase duzentos enterros foram registrados ontem (14), no pior dia vivido pelos pacientes e pessoas de suas famílias. Os assessores do governador Wilson Lima e do prefeito David Almeida agradeceram ao jogador do Flamengo.

DIEGO sempre se destacou pelo apoio irrestrito às campanhas de ajuda e sua iniciativa de contribuir para minimizar o sofrimento dos que estão internados nos hospitais da capital amazonense é mais uma demonstração de sensibilidade. Em um dia em que o país registrou 1.283 mortes em 24 horas, com o total de óbitos em mais de 206 mil, os hospitais de Manaus apelam em desespero para que a cidade possa receber os cilindros de oxigênio.

DIEGO, aos 35 anos, revela uma preocupação acentuada com os problemas que afligem as pessoas, principalmente em casos como os da Covid-19, que têm aumentado muito a cada dia. Além de profissional de nível técnico elevado, o meia do Flamengo é uma figura humana sensível e solidária, como revelam os que o acompanharam no Santos, desde os títulos brasileiros de 2002 e 2004, antes de sua ida para se destacar também em seis clubes da Europa.

DIEGO, com 186 gols em 798 jogos de uma carreira em que colecionou vitórias, títulos e reconhecimento pelo seu profissionalismo, brilhou no FC Porto – melhor jogador da temporada 2004 -, Werder Bremen – campeão alemão em 2006 -, Juventus – um dos maiores clubes em nível mundial -, Atlético de Madrid e no Fenerbahçe. Jogador mais criativo da Libertadores 2003; craque do Brasileiro 2016 e Bola de Ouro da Copa do Brasil 2017, figura importante em todos os títulos que o Flamengo ganhou em 2019. Parabéns, Diego Ribas!

Foto: Flahoje