Escolha uma Página

SIMPLESMENTE IMPRESSIONANTE. Assim é a campanha do Napoli, líder de tudo no Campeonato Italiano, com 53 pontos, mais 13 que a vice-líder Inter de Milão, após a vitória sobre a Roma por 2 x 1, na noite de ontem (29), no estádio Diego Maradona. A cada rodada, o Napoli se aproxima do título que não ganha desde 1990.

ALÉM DE MAIS VITÓRIAS (17), dois empates e só uma derrota, o Napoli, do técnico Luciano Spalletti, tem a defesa menos vazada (15), o ataque mais positivo (48), e o artilheiro do campeonato, Victor Osimhen, nigeriano de 24 anos, com 14 gols. Ele abriu o placar aos 17 minutos do 1º tempo, levando 50 mil torcedores ao delírio.

NA VOLTA DO INTERVALO, o técnico português José Mourinho, da Roma, colocou El Shaaraway, atacante egípcio-italiano de 30 anos, que empatou aos 30, mas aos 41, o argentino Giovanni Simeone, de 27 anos, emprestado pelo Verona, fez o gol da 17ª vitória do Napoli.

A CRISE DA JUVENTUS aumentou, depois da perda de 15 pontos por fraudes em transferências de jogadores, com a quarta derrota em 20 jogos, para o Monza por 2 x 0, em Turim, onde havia empatado com a Atalanta (3 x 3). O time caiu para 12º entre os 20 e existe a ameaça de que volte a ser rebaixado 17 temporadas depois.

A CRISE TÉCNICA DO MILAN também aumenta. Bem pior do que o quarto jogo sem vitória, são as goleadas recém-sofridas por 4 x 0 para a Lazio, no Estádio Olímpico de Roma, e por 5 x 2, sábado (28), em pleno San Siro, para o Sassuolo, 16º, que não ganhava há oito rodadas. A 4ª derrota travou o Milan em 5º, com 38 pontos.

Foto: Lance!