A NOTÍCIA DE QUE O REAL MADRID dará 50 milhões de euros por ano, o equivalente a R$300 milhões a Mbappé, tornando o atacante francês de 23 anos o mais bem pago do mundo, a partir de julho, quando começa a temporada 2022-2023, foi a que causou mais impacto nas últimas horas da noite de ontem (31), último dia de transferências de inverno na Europa. O contrato de Mbappé com o PSG termina em 30 de junho e em julho ele assina com o Real Madrid.

EM JULHO DE 2021, O REAL MADRID ofereceu o equivalente a R$1 bilhão pela compra de Mbappé, mas o PSG não aceitou, iniciando-se então o desgaste entre o clube francês e o jogador, que já havia manifestado interesse em se jogar no maior campeão da Europa. Em 2022, a cinco meses do final do contrato, o atacante pode assinar pré-contrato com outro clube e deixar o PSG, a partir de 1 de julho, sem que o campeão francês nada tenha a receber.

MBAPPÉ SERÁ ADVERSÁRIO DO REAL MADRID no próximo dia 15, no Parque dos Príncipes, em Paris, e no dia 9 de março, no estádio Santiago Bernabeu, em Madrid, quando o PSG tentará avançar às quartas de final da Liga dos Campeões. O campeão francês, dirigido pelo técnico argentino Maurício Pochettino, ainda poderá contar com a velocidade explosiva e as finalizações precisas de um dos destaques europeus e mundiais da atualidade.

BOM LEMBRAR: o PSG pagou 180 milhões de euros ao Mônaco em 2018, após Mbappé ser campeão e melhor jogador jovem do Campeonato Francês pela equipe do Principado. Foi o salto de qualidade do atacante, antes de completar 20 anos, quando se tornou o mais jovem francês a fazer gol em Copa do Mundo; o segundo mais jovem a marcar gol em final de Copa do Mundo, depois de Pelé; a ser campeão e a receber o prêmio de revelação.

MBAPPÉ TEVE INFÂNCIA POBRE, nascido e criado na comunidade de Bondy, região Nordeste de Paris, a 11 km da capital, em 20 de dezembro de 1998, seis meses após a França vencer o Brasil por 3 x 0 e ganhar a primeira Copa do Mundo. Sua mãe nasceu na Argélia, e seu pai, na República de Camarões. De boa formação e de personalidade forte, é elogiado pela simplicidade, pelo tratamento sempre respeitoso e tido como homem de muito caráter.

COM O CLIMA DESFAVORÁVEL no clube, Mbappé ficou na reserva e só entrou no 2º tempo do jogo da noite de ontem (31), no Parque dos Príncipes, em Paris, substituindo o argentino Mauro Icardi. O PSG não saiu do 0 x 0 e foi eliminado da Copa da França pelo Nice por 6 x 5 nos pênaltis, com o goleiro polonês Marcin Bulka, de 22 anos, 1,99m, defendendo a última cobrança do jovem meia holandês Xavi Simons, de 18 anos. A penúltima não foi aproveitada pelo volante argentino Leandro Paredes, de 27 anos, defendida pelo goleiro.  

PELA PRIMEIRA VEZ, Messi jogou com a 10 do PSG, de camisa escura. Ao contrário do campeonato, na Copa da França não há numeração fixa, mas os clubes têm que usar de 1 a 11, e como Neymar ainda está em recuperação, Messi usou a camisa com o número dele. O PSG, líder do campeonato com 53 pontos, foi eliminado pelo Nice, vice-líder com 42, que se classificou às quartas de final. Messi e Mbapé converteram suas cobranças de pênalti com a categoria habitual.

Foto: Press Insider Daily