O mérito de maior artilheiro do Maracanã é o prêmio que mais se ajusta à carreira do maior jogador da história de 125 anos do Flamengo, que durante 17 anos fez 508 gols em 730 jogos, entre 1972 e 1989. No então maior estádio do mundo, Zico marcou 334 gols em 435 jogos, com um detalhe a ser ressaltado: o primeiro e o último dos 334 gols, não foram no Maracanã, onde Zico fez seu primeiro gol, pelo time juvenil, em cobrança de pênalti, no 1 x 1 com o Botafogo, em 14 de março de 1971.

FONTE NOVA – Zico assinou o primeiro contrato em 1 de maio de 1971 e quatro meses depois marcou o primeiro gol como profissional, na noite da quarta, 17 de agosto, no estádio da Fonte Nova, no Bahia x Flamengo do primeiro Campeonato Brasileiro (1971). O Bahia saiu em vantagem para o intervalo com o gol do meia Carlinhos, de pênalti. Zico empatou às 22:13, decorridos seis minutos do segundo tempo, e faltou pouco para que o Flamengo, do técnico paraguaio Fleitas Solich fizesse a virada.

Em pé, a partir da esquerda, Ubirajara Alcântara, Aloísio, Fred, Reyes, Liminha e Paulo Henrique. Agachados, Gilson Aguiar (massagista Mineiro), Rogerio, Samarone, Zé Eduardo, Zico e Rodrigues Neto. O time, no primeiro gol de Zico.

JUIZ DE FORA – O último gol de Zico também foi em jogo do Campeonato Brasileiro, nos 5 x 0 sobre o Fluminense, na tarde de sábado, 2 de dezembro de 1989, no estádio jornalista Mário Helênio, em Juiz de Fora. Zico fez o único gol do primeiro tempo, aos 22, cobrando no ângulo, sem defesa para Ricardo Pinto, a falta que sofreu de Donizete, na entrada da área. No segundo tempo, Renato Gaúcho, Luis Carlos, Uidemar e Bujica completaram a goleada. O técnico era Valdir Espinosa, e antes do jogo, no gramado, Zico recebeu o abraço de Telê Santana, técnico do Fluminense, que o dirigiu nas Copas de 82 e 86.

Em pé, a partir da esquerda, Zé Carlos, Josimar, Junior, Rogerio, Leonardo. Agachados, massagista Roberto, Renato Gaúcho, Bujica, Zico, Zinho, Ailton e Luis Carlos. O time, no último gol de Zico.

62 DE FALTA – Foi também o último dos 135 gols que Zico marcou no Campeonato BrasileiroZico é o quarto dos jogadores brasileiros que mais gols de falta marcaram: Juninho Pernambucano, 77. Pelé, 70. Ronaldinho Gaúcho, 66. Zico, 62. O quinto lugar é dividido por Marcelinho Carioca e Rogerio Ceni, que fizeram 59 gols em cobrança de faltas.

Zico e os cumprimentos de Telê Santana, técnico do Fluminense, que o dirigiu nas Copas de 82 e 86, antes do último
jogo do craque, no estádio de Juiz de Fora. À direita, Pinheiro, chefe da segurança do Flamengo.

Fotos: Buzz Fla, Fichadojogowordpress, e ESPN.