Escolha uma Página

O FLAMENGO volta ao Maracanã neste último sábado (30) de setembro, tentando reagir para salvar o ano desastroso de 2023, sem nenhuma conquista, com a vaga direta na fase de grupos da Libertadores de 2024. A vitória sobre o Bahia, que derrotou por 3 x 2 no jogo do turno em Salvador, pode ser o passo inicial dessa tão esperada arrancada, embora sem saber por quanto tempo mais vai continuar esperando a definição do novo técnico.

A ESCALAÇÃO anunciada pelo técnico Mario Jorge, de 44 anos, há sete no clube, onde começou treinando os Sub-13, será a que Sampaoli mandou a campo pela última vez na final da Copa do Brasil, com exceção de Arrascaeta, que precipitou o retorno no Morumbi e voltou a sentir a coxa. O time que inicia com o Bahia será Rossi, Wesley, Fabricio Bruno, Leo Pereira e Ayrton Lucas; Erick, Tiago Maia, Gerson e Everton Ribeiro (c); Pedro e Bruno Henrique.

O INTERINO Mário Jorge dos Santos Silva, carioca de 45 anos (10/2/1978), nome que o pai escolheu em homenagem ao vitorioso Mario Jorge Lobo Zagallo, único brasileiro campeão do mundo como jogador e técnico, dirigiu o Flamengo em dois jogos, após a demissão de Vitor Pereira: na estreia da Copa do Brasil, perdendo para o Maringá (2 x 0), e na estreia do Campeonato Brasileiro, vencendo o Coritiba (3 x 0).

MARIO JORGE conhece a formação dos garotos do Flamengo desde os 13 anos e ganhou três títulos dirigindo o time Sub-17: campeão brasileiro, da Copa do Brasil e da Supercopa do Brasil. No último 7 de setembro, no estádio da Cidadania, em Volta Redonda, ganhou o Campeonato Brasileiro Sub-20, vencendo o Palmeiras nos pênaltis (5 x 4), após 0 x 0 em 90 minutos equilibrados.

O FLAMENGO reencontra Rogerio Ceni, seu técnico de 23 vitórias em 44 jogos, campeão brasileiro de 2020, campeão carioca e da Supercopa do Brasil de 2021, admitido em 11 de novembro de 2020 e demitido na madrugada de domingo, 10 de julho de 2021, de modo deselegante, como um profissional de bem, e do seu nível, não merecia. Ceni assumiu o Bahia, com a missão única de mantê-lo na Série A em 2024. O time é 17º, com 25 pontos, e só venceu 6 dos 24 jogos.

FLUMINENSE SÓ COM UM TITULAR

O FLUMINENSE entra em campo no início da noite deste sábado (30), na Arena Pantanal, com apenas um titular para o jogo com o Cuiabá, 11º com 29 pontos: o lateral-direito Samuel Xavier, fora da decisão da vaga na final da Libertadores, após expulso por dois cartões amarelos, em cinco minutos, por duas faltas no atacante Enner Valencia. Ainda assim, se vencer, o Fluminense, 5º com 41 pontos, pode até terminar a 25ª rodada em 3º lugar.

O MEIA GANSO está em Cuiabá e pode ser escalado durante o jogo, mas a formação inicial anunciada é com Pedro Rangel, Samuel Xavier, Marlon, David Braz e Diogo Barbosa; Martinelli, Alexsander e Daniel ou Lima; Leo Fernandez, Lelê e Yony Gonzalez. O Fluminense tentará a terceira vitória como visitante, primeira no returno, mas o técnico Fernando Diniz reconhece no Cuiabá um time com bons valores, competitivo e com muita aplicação tática.

AMANHÃ O VASCO tentará iniciar outubro com vitória sobre o Santos, no chamado jogo de seis pontos, na Vila Belmiro, para se distanciar ainda mais das últimas posições, e 2ª feira (2), o Botafogo volta ao Estádio Nilton Santos para retomar o caminho das vitórias, depois de três derrotas consecutivas, e consolidar a vantagem de sete pontos na liderança, que pode até aumentar porque o vice-líder Palmeiras terá jogo mais difícil como visitante, amanhã (1), com o Bragantino.

Foto: TechTudo