Escolha uma Página

UMA NOITE DEPOIS do quarto jogo consecutivo sem vitória, o gestor do futebol do Botafogo, John Textor, se reuniu com os jogadores, e ficou acertada a demissão de Bruno Lage, que dirigiu o time em 14 jogos – 4 vitórias, 3 derrotas, 7 empates – e será comunicado na reapresentação desta 4ª feira (4), e ao mesmo tempo, ao assistente Lúcio Flávio, que ele será o treinador nos treze jogos restantes do Campeonato Brasileiro, que o Botafogo lidera com 52 pontos.

BRUNO LAGE “CAVOU” a própria demissão, ao escalar mal o time que iniciou o jogo com o Goiás, com Tiquinho Soares na reserva. Ao entrar no intervalo, o atacante marcou o belo gol de empate, logo aos seis minutos, livrou o Botafogo da derrota e consolidou a posição de artilheiro do Campeonato Brasileiro com o 14º gol. Na conversa com o gestor, os jogadores recriminaram Bruno Lage e deram força para que não continuasse no cargo.

BRUNO LAGE assumiu depois que o interino Claudio Caçapa orientou o time, em parceria com o assistente Lúcio Flávio, em quatro jogos, quatro vitórias, e deixou o Botafogo na melhor fase de aproveitamento do Brasileiro: 11 vitórias em 13 jogos, 39 pontos. A estreia de Bruno Lage foi em 17 de julho – 1 x 1 com o Patronato, da Argentina -, na fase prévia da Copa Sul-Americana, sem que ele, ao curso dos 14 jogos tenha conseguido melhorar o padrão de jogo da equipe.

NOS OITO JOGOS como mandante, com Bruno Lage, o Botafogo venceu quatro – 4 x 1 no Coritiba, 2 x 1 no Guarani do Paraguai, 3 x 1 no Internacional, 3 x 0 no Bahia -, empatou três em 1 x 1 com Patronato, Defensa y Justicia e Goiás – e perdeu para o Flamengo (2 x 1). Nos seis jogos como visitante, só fez gol no 2 x 2 com o Santos; perdeu por 1 x 0 para Atlético Mineiro e Corinthians, e ficou no 0 x 0 com Cruzeiro, Guarani, no Paraguai, e São Paulo.

LÚCIO FLÁVIO, paranaense de 44 anos, nascido na capital Curitiba, em 3 de fevereiro de 1976, será efetivado nesta 4ª feira (4) e comandará o primeiro treino, na reapresentação dos jogadores, após o 1 x 1 com o Goiás, para o clássico de domingo (8) com o Fluminense. Lúcio Flávio ganhou no Botafogo a Taça Guanabara de 2006 e a Taça Rio de 2007, foi campeão estadual em 2006 e 2010, e melhor jogador do Carioca de 2008, ao completar 100 jogos como meia-ofensivo.

LÚCIO FLÁVIO assume o Botafogo com a vantagem de sete pontos (52 a 45) sobre o vice-líder Bragantino; mais oito pontos que Grêmio (3º) e Palmeiras (4º), ambos com 44, além de ter mais nove pontos que o Flamengo, 5º com 43, e mais 11 que o Fluminense, 6º com 41, próximo adversário. Os jogadores foram unânimes em elogios ao modo simples e objetivo de Lúcio Flávio, enquanto interino com Claudio Caçapa, antes de Bruno Lage assumir.

DEPOIS DO FLUMINENSE, os outros adversários do Botafogo, como visitante, serão América Mineiro, Fortaleza, Vasco, Bragantino, Coritiba e Internacional. O Botafogo terá mais seis jogos no Estádio Nilton Santos, com Athletico Paranaense, Cuiabá, Palmeiras, Grêmio, Santos e Cruzeiro. A torcida do Botafogo esgotou, em menos de meia hora, os 10% dos ingressos a que tinha direito para o jogo do próximo domingo (8) com o Fluminense, às 16 horas, no Maracanã.

Fotos: Tribuna Online e Terra