Escolha uma Página

Daniel Alves, o ex-meia argentino Maxi Rodriguez e Ronaldinho Gaúcho

A SEIS DIAS DA ABERTURA da Copa do Mundo, uma seleção de ex-jogadores disputará o Jogo da Paz, dia 14 de novembro, no Estádio Olímpico de Roma, organizado pela Fundação Scholas, criada em 2001 por Jorge Bergoglio, então Arcebispo de Buenos Aires, hoje Papa Francisco.

RONALDINHO GAÚCHO, que sempre foi muito participativo em eventos beneficentes, é um dos organizadores do Jogo da Paz, junto com o lateral Daniel Alves, ainda jogando pelo mexicano Pachuca, e o ex-meia Maxi Rodriguez, que fez o gol mais bonito da Copa de 2006, na vitória da Argentina sobre o México por 2 x 1.

O PAPA FRANCISCO convidou Messi para abrilhantar o Jogo da Paz, mas o capitão da seleção argentina já estará no Catar para disputar sua última Copa do Mundo. A principal figura da Itália será o goleiro Gianluigi Buffon, de 44 anos, ainda jogando pelo Parma, e um dos quatro que participaram de cinco Copas do Mundo.

A FUNDAÇÃO SCHOLAS, com mais de 400 mil escolas, é uma rede internacional de estudantes de todos os continentes, em torno de um programa educativo baseado no esporte, na arte e na tecnologia. Tornou-se fundação pontífica, passou a receber apoio direto da Santa Sé e tem sedes na Cidade do Vaticano, Argentina, Paraguai, Espanha e Moçambique.

Foto: Divulgação