Escolha uma Página

A ESTREIA NAS ELIMINATÓRIAS para a Eurocopa de 2024, na Alemanha, é o reinício da seleção de Portugal, sob a direção do espanhol Roberto Martinez, ex-meia de 49 anos, técnico da Bélgica nas duas últimas Copas do Mundo. A seleção portuguesa ficou oito anos, entre alegrias e decepções, com Fernando Santos no comando.

ROBERTO MARTINEZ é o 31º técnico de Portugal, desde 1925, e o 3º estrangeiro, 17 anos depois do gaúcho Luis Felipe Scolari, 4º na Copa de 2006, segunda melhor colocação, depois do 3º, em 1966, com o carioca Oto Glória, na 1ª Copa de que Portugal participou e única em que teve o artilheiro, o notável Eusébio, com 9 gols.

ROBERTO MARTINEZ será, com certeza, o 13º técnico a estrear com vitória na seleção portuguesa, pela fragilidade do adversário. Microestado da Europa central, Liechtenstein, principado de língua alemã, de apenas 25 km de extensão, entre a Áustria e a Suíça, é apenas a 198ª, entre as 211 seleções do ranking da Fifa.

O ESTÁDIO JOSÉ ALVALADE, com 50.095 lugares, inaugurado na 4ª feira, 6 de agosto de 2003 – Sporting 3 x 1 Manchester United -, é o cenário da estreia do técnico Roberto Martinez, que resume: “Precisamos jogar um futebol flexível e dinâmico. Portugal é um celeiro de valores técnicos e com grande força coletiva”.

CRISTIANO RONALDO disputará hoje (23) o 657º jogo da carreira, 194º pela seleção, com 118 gols, maior artilheiro desde 2003. Cinco vezes melhor do mundo, ganhou a Eurocopa 2016 e a Copa das Nações 2018-19. Ele aproveitou para alfinetar o ex-técnico Fernando Santos: “Temos um ar mais fresco e agradável agora na seleção”.

Foto: Futebol 365