Depois de seis temporadas, como aconteceu em 2012-2013, a Juventus FC – atual octacampeã – abre hoje (24) a temporada 2019-2020 sem técnico, por coincidência com o Parma FC, que nunca foi campeão italiano. O técnico Maurizio Sarri, 60 anos, está com problema de saúde e será substituído pelo assistente Giovanni Martusciello, 48 anos, que no campeonato passado ocupava o mesmo cargo na Inter de Milão.

BRASILEIROS – Só dois brasileiros, por coincidência laterais, da mesma idade (28), e que estrearam em 2012 na Europa, jogando juntos até 2015 no FC Porto, são do elenco da Juventus, que vai tentar o inédito nono título consecutivo. Danilo, lateral-direito, mineiro de Bicas, era do Manchester City e fez 23 jogos pela seleção, e Alex Sandro, paulista de Catanduva, está na Juventus desde 2015, com 10 gols em 157 jogos, e fez 19 jogos pela seleção.

RECORDISTA –A Juventus, tratada como Vecchia Signora (Velha Senhora) por ser o clube mais antigo – completará 122 anos dia 1 de novembro -, ganhou títulos (34) de campeã italiana, e tenta ampliar o recorde já batido com os oito últimos consecutivos. É um clube da Fiat, empresa da família Agnelli, com o atual presidente Andrea, filho de Umberto e neto do fundador Gianni

HISTÓRICOS – A Juventus teve sete ganhadores da Bola de Ouro. O primeiro, em 1961, o notável meia argentino Omar Sívori, seguindo-se o francês Michel Platini, os italianos Paolo Rossi e Roberto Baggio, o francês Zidane e o tcheco Pavel Nedved, hoje diretor do clube. Bom dizer: Paulo Amaral, preparador-físico da seleção nas Copas de 58 e 62, técnico do Botafogo e do Vasco, foi o único brasileiro a dirigir o time da Juventus (62-64).

BRASILEIROS DO PARMA – O goleiro Gabriel Brazão, 18 anos, 1,92m, mineiro de Uberlândia, vendido por R$11 milhões em janeiro, e o volante Hernani, 25 anos, mineiro de São Gonçalo do Sapucaí, emprestado pelo Zenit – campeão russo -, fazem parte do elenco do Parma, dirigido pelo italiano Roberto D’Aversa, 48 anos, ex-meio-campo.

FAMOSA pelo presunto, considerado o mais delicioso do mundo,  pelos laticínios da Parmalat e as massas Barilla, Parma é uma cidade medieval da região da Emília Romanha. Os parmenses sentem orgulho em dizer que são da terra de Giuseppe Verdi – 1813 – 1901 -, o compositor italiano mais notável de óperas, como Aída (1871).

PARMA x JUVENTUS, jogo de abertura da temporada 2019-2020, neste sábado (24), será no estádio Ennio Tardini – 22.885 lugares -, construído em 1923, dentro das muralhas de Parma, um dos pontos de maior atração dos turistas. Começa a edição 88 do Campeonato Italiano com 20 equipes, entre elas Verona, Lecce e Brescia, que subiram da Série B, ocupando os lugares dos rebaixados Chievo, Frosinone e Empoli. O campeonato vai até 24 de maio de 2020.