Nesta terça, 8 de outubro de 2019, faz oito meses que dez jovens morreram no incêndio do Ninho do Urubu, a maior tragédia dos quase 124 anos da história do Flamengo.É impressionante a lentidão com que o caso está sendo conduzido, sem que se veja luz no fim do túnel. Um problema da mais alta gravidade, tratado com indiferença e frieza.A justiça está demorando a ser feita e não é admissível que os culpados da tragédia continuem sem a punição que merecem. É algo que continua doendo muito no coração das famílias.