O argentino Diego Pablo Simeone, de 49 anos, abre a lista dos técnicos mais bem pagos do mundo, com salário de 40 milhões e 500 mil euros, de acordo com o levantamento da revista France Football, que revela ter sido do italiano Antonio Conte, de 50 anos, o segundo maior ganho na temporada 2018-2019, com o que recebeu de indenização do Chelsea, de Londres, e o salário da Internazionale de Milão.

SURPRESA – Na lista dos cinco mais bem pagos, uma surpresa é o espanhol Pep Guardiola, de 49 anos, do Manchester City, atual bicampeão inglês, como terceiro, com salário de 27 milhões de euros, e a outra, a do alemão Jurgen Klopp, de 52 anos, do Liverpool, campeão europeu e mundial de clubes, com 24 milhões de euros anuais. O português José Mourinho, de 57 anos, do Tottenham, e o francês ZinèdineZidane, de 47 anos, do Real Madrid, iguais com 23 milhões de euros por ano.  

O SÉTIMO – Demitido em janeiro, o espanhol Ernesto Valverde, de 56 anos, ganhou 19 milhões de euros de salário e indenização do Barcelona, que levou ao bicampeonato, à Supercopa da Espanha e à Copa do Rei, de 2017 a 2019. O italiano Fabio Cannavaro, de 46 anos, capitão da seleção campeã do mundo em 2006, dirige o Guangzhou Evergrande, da China, aparecendo como o oitavo técnico mais bem pago do mundo com 14 milhões de euros anuais.

500 MIL – Entre o nono e o décimo, a diferença é de apenas 500 mil euros. O italiano Massimiliano Allegri, de 52 anos, após ganhar cinco campeonatos consecutivos, foi demitido da Juventus, onde recebia 13.500 mil euros/ano, até 2018-19. O espanhol Rafael Benitez, de 59 anos, é o décimo técnico mais bem pago do mundo, com o líquido anual de 13 milhões de euros no Dalian Yifang, da segunda divisão da China.

OUTROS 10 – Entre o décimo primeiro – Carlo Ancelotti, italiano de 60 anos, do Everton, segundo time de Liverpool -, que ganhou 12 milhões de euros em 2018-19, incluída a indenização do Napoli, que o demitiu, e o décimo quinto, Vítor Pereira, português de 51 anos, que ganha 10 milhões de euros por temporada doShangai SIPG, a diferença não é tão grande.

OS ÚLTIMOS – Depois de comandar o londrino Tottenham em 293 jogos, de 2014 a 2019, o argentino Maurício Pochettino recebeu indenização de 9.400 mil euros e continua sem clube. O norte-irlandês Brendan Rodgers, de 47 anos, ganha 9.100 mil euros/ano do Leicester, que assumiu em 2019. O alemão Thomas Tuchel, de 46 anos, ganha 8.500 mil euros/ano do PSG. O norueguês Ole Gunnar Solskjaer, de 47 anos, ganha 8.300 mil euros/ano do Manchester Unitede o vigésimo mais bem pago é o francês Bruno Genesio, de 53 anos, que recebe 8 milhões de euros/ano como técnico do Beijing Guoan, da China.

Foto: besoccer