O TÉCNICO TITE, terceiro a dirigir a seleção pela segunda Copa consecutiva, depois de Zagallo, campeão em 70 e 4º em 74, e de Telê Santana, 5º em 82 e 86, anunciou na tarde desta 2ª feira (7) os 26 para a Copa de 2022. Com sua comissão, o técnico fez a lista, após 19 convocações e observações em 50 jogos.

O MAIS VELHO dos 26 de 2022 é o lateral-direito Daniel Alves, de 39 anos, do Pumas, atual 16º dos 18 do Campeonato Mexicano, que irá à terceira Copa. É o primeiro convocado jogando em uma equipe mexicana. Foi o primeiro questionamento feito ao técnico e Tite respondeu com a calma habitual.

“O CRITÉRIO ADOTADO para a convocação do Daniel não foi diferente do que exercemos quanto aos outros nomes. Premia a qualidade técnica, física e mental. Não temos nele um jogador de 60 a 70 metros de ida e volta, mas a qualidade dele como lateral construtor e organizador dos melhores, é impressionante”.

O TÉCNICO TAMBÉM respondeu sobre a dependência da seleção com relação a Neymar: “Toda seleção é sempre protagonista de seus grandes jogadores e depende tanto da qualidade individual quanto da força do conjunto. Entre outros, temos Antony, Raphinha e o próprio Neymar, sem dúvida a grande referência”.

TITE CLASSIFICOU como jogador “agudo” o atacante paulista Martinelli, de 21 anos, do Arsenal: “Tem se destacado no time líder do Campeonato Inglês como ponta agressivo, veloz, criativo. Manteve nível elevado nas duas convocações anteriores. A seleção vai precisar de jogadores “agudos”, e ele é um deles.

GOLEIROS – Alisson (Liverpool), Ederson (Manchester City), Weverton (Palmeiras).

LATERAIS-DIREITOS – Daniel Alves (Pumas), Danilo (Juventus).

LATERAIS-ESQUERDOS – Alex Sandro (Juventus), Alex Telles (Sevilha).

ZAGUEIROS – Bremer (Juventus), Militão (Real Madrid), Marquinhos (PSG), Thiago Silva (Chelsea).

VOLANTES – Casemiro e Fred (Manchester United), Fabinho (Liverpool), Bruno Guimarães (Newcastle).

MEIAS – Everton Ribeiro (Flamengo), Lucas Paquetá (West Ham).

ATACANTES – Antony (Manchester United), Gabriel Jesus e Martinelli (Arsenal), Pedro (Flamengo), Neymar (PSG), Raphinha (Barcelona), Richarlison (Tottenham), Rodrygo e Vinicius Junior (Real Madrid).

SEIS DIAS NO CT DA JUVENTUS

OS 26 CONVOCADOS estarão reunidos durante seis dias, a partir da próxima 2ª feira (14), no Centro de Treinamento da Juventus, na comunidade de Alexandria, a 100 km de Turim, capital do Piemonte, no Norte italiano. Dia 19 a seleção viaja para o Catar, onde terá mais quatro dias de treinamento e adaptação.

A ESTREIA NA COPA será dia 24 com a Sérvia, no estádio Lusail, na costa Norte do Catar, a 24 km da capital. Doha será a sede do segundo jogo, dia 28, com a Suíça, no estádio 974, e o terceiro e último da fase de grupos, dia 28, em Lusail, com Camarões. O primeiro e o terceiro, às 16 horas (Rio), e o segundo, às 13 horas.

A JUVENTUS, tratada como Velha Senhora, por ser o clube mais antigo da Itália, tem 125 anos, fundada em 1 de novembro de 1897. É da família Agnelli, dona da Fiat e de um conglomerado de empresas. Maior campeão italiano com 36 títulos, os últimos nove consecutivos. 

O ÚNICO TÉCNICO BRASILEIRO da Juventus foi o carioca Paulo Lima Amaral, preparador fisico do Botafogo e da seleção bicampeã mundial (58-62), entre 1962 e 1964. Entre os maiores jogadores brasileiros do clube de Turim, o meia gaúcho Chinesinho, do Palmeiras, e o ponta-direita Jair da Costa,  da Portuguesa.

BOM DIZER: no alfabeto italiano de 21 letras – mais cinco que as 26 do alfabeto brasileiro -, as letras J, K, W, X e Y são consideradas estrangeiras. No entanto, a letra J existe em Piemontês, dialeto da região do Piemonte, no Norte italiano, onde é muito usada.

Fotos: Divulgação