Escolha uma Página

O Brasil fechou a primeira quarta-feira de maio com novo recorde de mortes (614), o que representa 7,8% de aumento, ultrapassando a Bélgica e tornando-se o sexto com mais óbitos no mundo, provocados, segundo um grande especialista, por essa “gripezinha“… 

O RIO DE JANEIRO, onde alguns dos idiotas do futebol continuam soltos, tem 13.295 casos da Covid-19, com 1.205 mortes; a Prefeitura anuncia que vai fechar hoje (7) o calçadão de Campo Grande, que ultrapassou o vizinho Bangu, e Copacabana, em casos de mortes. E o Estado vai adotar medidas mais drásticas para impor o isolamento social.

OS ESTADOS UNIDOS, potência mundial, não estão batendo recordes só em casos diários de mortes – 1.843, registrados ontem (6) -, mas também em demissões, que já ultrapassam 20 milhões, com previsão de aumento acentuado neste mês de maio, que está só começando! A “gripezinha” já fez o Brasil, de forma muito triste, superar a Itália e a Espanha!

A GRANDE FRASE – Cantor, compositor, e professor de Matemática, o novaiorquino Tom Lehrer, hoje aos 92 anos, aposentado, criou uma frase enquanto desfrutava de alguns momentos de lazer na Ilha de Manhattan: “Quando encontramos a cura e fomos autorizados a sair, todos nós preferimos o mundo que encontramos em vez daquele que havíamos deixado para trás”.

OS IDIOTAS DO FUTEBOL poderiam ter lido a frase de Tom Lehrer. Talvez não insistissem em querer que a bola volte a rolar o quanto antes, porque o mundo continua perdendo o jogo para a pandemia.

Foto: Hora Brasil