Escolha uma Página

Quando o Flamengo voltar a entrar em campo, no segundo domingo (9) de agosto, para estrear no Brasileirão 2020, o novo treinador estará pela primeira vez na área técnica do Maracanã dirigindo o time no jogo com o Atlético Mineiro, que terá a  estreia do argentino Jorge Sampaoli, de 60 anos, vice-campeão brasileiro de 2019 no comando do Santos. Dos quatro nomes, um está fora de cogitações: Leonardo Jardim informou ontem (18) que não pode sair da Europa, por motivos familiares.

O MAIS JOVEM, CAMPEÃO E ÚNICO EM ATIVIDADE

O espanhol Miguel Ángel Ramirez, de 35 anos, é o mais jovem dos quatro e o único em atividade, campeão da Copa Sul-Americana de 2019, quando assumiu o Independiente del Valle, do Equador, depois de um ano como técnico da base. Há 10 anos na primeira divisão, o time não tem brasileiro, nunca foi campeão equatoriano e em 2016 perdeu a decisão da Copa Libertadores para o colombiano Atlético Nacional, de Medellin.

MIGUEL ÁNGEL RAMIREZ não tem retrospecto de jogador. Nascido na portuária e praiana Las Palmas, maior cidade das Ilhas Canárias, distante 1.935 km da capital Madrid, ele teve um aprendizado longo de catorze anos nas divisões de base dos modestos Las PalmasAlavés e Aspire, entre 2004 e 2018, até o convite do Independiente del Valle. Antes de assumir o time principal, campeão da Copa Sul-Americana logo em seu primeiro ano de trabalho (2019), foi técnico das divisões de base em 2018.

É PROVÁVEL, E ATÉ vou me debruçar em uma pesquisa para confirmar, que o clube em que Miguel Ángel Ramirez trabalha, com muito apoio dos dirigentes e admiração dos torcedores, seja o de nome mais extenso, pelo menos no continente: Club de Alto Rendimiento Especializado Independiente del Valle. Aos 62 anos, fundado em 1 de março de 1958, o clube tem sede em Sangolquí, tipo cidade dormitório, distante 18 km da capital Quito, onde faz seus jogos mais importantes, no estádio Atahualpa, de vez que o seu Rumiñahui (Vencedor) é um estádio de 10 mil lugares.

O ALFACINHA DE 43 ANOS E 325 JOGOS

O segundo mais jovem dos que estariam nos planos do Flamengo é Marco Silva, de 43 anos, sem clube desde dezembro de 2019, depois que o Everton foi goleado (5 x 2) pelo Liverpool. Como todos os nascidos na capital, ele é chamado de alfacinha, apelido, na versão de uns, por terem pouco estatura e serem pacíficos, e na de outros, por gostarem de usar hortaliças nas sacadas das casas onde vivem. Ele acha estranho por ter um 1,82m.

MARCO SILVA foi um lateral-direito que marcava tão bem quanto apoiava, e fazia cruzamentos precisos desde a base do Cova da Piedade (92-95) ao Belenenses, que defendeu em 30 jogos, passando a seguir por equipes modestas como Campomaiorense, Rio Ave, Odivelas e Estoril Praia, onde encerrou a carreira, após 287 jogos, e iniciou a de técnico, em 2011. Por sinal, bom começo: em 116 jogos, entre 2011 e 2016, promoveu o time à primeira divisão e diz ter ganho muita experiência no Estoril.

PRIMEIRA TAÇA – Marco Silva despertou o interesse do Sporting de Lisboa e se saiu bem em 53 jogos na temporada 2014-2015 no clube de Alvalade, terceira força do futebol em Portugal, onde é raro que o campeão não seja Porto ou Benfica. O Sporting ficou em terceiro no campeonato e ganhou a Taça de Portugal 2014-15, que não conquistava desde 2007-08, apresentando um padrão de jogo bem equilibrado que mereceu muitos elogios.

CAMPEÃO GREGO – Desde então o jovem técnico saiu de Portugal e foi bem-sucedido na primeira temporada, ganhando o título 43 da história de campeão grego do Olympiacos, que comandou em 48 jogos na temporada 2015-16. Veio então o aceno da Premier League, e logo na estreia o Hull City, sem vitória nos últimos 10 jogos, fez 2 x 0 no Swansea. Marco saiu após 22 jogos e foi para o Watford, goleado (5 x 2) na estreia pelo Liverpool. Seu último time foi o Everton, em 60 jogos, até dezembro de 2019.

O ESPANHOL DE MUITOS JOGOS E TÍTULOS

O mais velho, dos quatro que estariam nas cogitações do Flamengo, Unai Emery, de 48 anos, é espanhol de Hondarribia, na costa oriental do País Basco, a 472 km de Madrid. No currículo, muitos jogos – 339 e 18 gols – desde os tempos de meia, que atuou 14 anos em equipes pouco expressivas. A melhor foi a do Toledo, em 126 jogos, na carreira entre 90 e 2004, encerrada no Lorca, da região de Múrcia, onde em seguida começou como técnico.

TRICAMPEÃO – Unai Emery comandou o Valencia, primeiro grande da Espanha, em 220 jogos, entre 2008-2012, saindo para o Spartak Moscou, que dirigiu de maio a novembro de 2012 em apenas 26 jogos. De 2013 a 2016 levou o Sevilha, do Sul da Espanha, ao tri da Liga Europa, em 2013-14, 2014-15 e 2015-16, e saiu após 205 jogos. No PSGUnai Emery ganhou o campeonato, a Copa da França, a Copa da Liga Francesa e a Supercopa da França, após 114 jogos, entre 2016 e 2018.

SEU TIME MAIS RECENTE foi o Arsenal, de Londres, onde totalizou 797 jogos na carreira de técnico, ao substituir o francês Arsène Wenger, que havia dirigido a equipe londrina durante 22 anos ininterruptos, entre 1996 e 2018. Desde que saiu do Arsenal, em 29 de novembro de 2019, Unai Emery está livre no mercado. É um dos nomes que sensibilizam o Flamengo, dentro do novo contexto de preferir técnico europeu.

Fotos: Yahoo Esportes, Superesportes, Coluna do Fla,