A uma semana da abertura do Campeonato Brasileiro de 2020, no próximo sábado (8), quatro dos técnicos que comandarão as 20 equipes têm mais de 60 anos: dois brasileiros, um argentino, o mais novo, e um português, o mais velho.

JESUALDO FERREIRA, O MAIS VELHO

O geminiano Jesualdo Ferreira, de 74 anos, português, nascido em 24 de maio de 1946, em Mirandela, distrito de Bragança, é o técnico mais velho do Campeonato Brasileiro de 2020. Ele estreia no Santos, vice-campeão de 2019, sete meses depois de ter sido contratado em 23 de dezembro de 2019, para substituir o argentino Jorge Sampaoli. Ex-meia do modesto Ovarense, da cidade de Ovar, distrito de Aveiro, parou de jogar aos 20 anos para se dedicar à carreira de técnico, iniciada em 1981.Jesualdo Ferreira comandou o FC Porto no tricampeonato nacional de 2006-07-08, e foi campeão 2014-15 do Egito com o Zamalek, da cidade de Gizé, na região metropolitana do Cairo, e 2018-19 do Catar com o Al-Sadd, da capital Doha, onde foi sucedido pelo espanhol Xavi Hernandez, ex-meia do Barcelona.

VANDERLEI LUXEMBURGO, RECORDISTA

O taurino Vanderlei Luxemburgo, de 68 anos, nascido em 10 de maio de 1952, em Nova Iguaçu, a capital da Baixada Fluminense, a 28 km do Centro do Rio de Janeiro, é o segundo técnico mais velho do Brasileiro 2020. Ex-lateral do Flamengo e Botafogo, é dos técnicos atuais o que ganhou mais títulos: Cruzeiro, 2003. Santos, 2004. Corinthians, 1998. Palmeiras, 1993-94, além de doze campeonatos estaduais. É sua quinta passagem no Palmeiras, que voltou a dirigir em dezembro de 2019.

PAULO AUTUORI E O JUBILEU DE PRATA

O virginiano Paulo Autuori, carioca de 63 anos, nascido em 25 de agosto de 1956, despontou bem como ala no futsal – em sua época, futebol de salão -, mas não se profissionalizou como jogador porque contraiu poliomielite na adolescência. Decidiu então fazer o curso de técnica de futebol, e considera que a prática, de 1975 a 1979, na Portuguesa, da Ilha do Governador, alavancou a carreira. Terceiro mais velho do Brasileiro 2020, Autuori foi campeão em 1995 com o Botafogo, que volta a dirigir pela quinta vez.Paulo Autuori deixou a marca do seu trabalho no Peru, nivelado ao do bicampeão mundial Didi, nos anos 60. Autuori foi bicampeão peruano, em 2001 no Alianza Lima, e em 2002 no Sporting Cristal. Na volta, ganhou a Libertadores e o Mundial de clubes com o São Paulo, em 2005, fazendo a torcida lembrar das atuações notáveis da época de Telê Santana.

JORGE SAMPAOLI E O GRANDE DESAFIO

O pisciano Jorge Sampaoli, de 60 anos, argentino, nascido em 13 de março de 1960, em Casilda, município da província de Santa Fé, fez bonito em seu primeiro Brasileiro, com o vice do Santos em 2019. Agora, em 2020, tem o grande desafio de fazer o Atlético Mineiro voltar a ser campeão, 49 anos depois do único título, em 1971, com mestre Telê Santana no comando. Lateral-direito de 1977 a 79, Sampaoli viu-se obrigado a parar, após a sétima lesão grave, quando jogava no Newell’s Old Boys.Sampaoli é técnico desde 94, dirigindo equipes e seleções da Argentina, Peru, Equador, Chile, Espanha e Brasil. Ganhou a Copa América 2015, dirigindo o Chile, que na decisão venceu a Argentina (4 x 1, nos pênaltis, após 0 x 0 em 120 minutos). Ao sair do Santos, Sampaoli decidiu continuar no Brasil e em 1 de março de 2020 foi contratado pelo Atlético Mineiro.

Fotos: Divulgação