Com a terceira vitória consecutiva sob o comando de Mano Menezes, o Palmeiras terminou o turno na vice-liderança, com 39, a três pontos do Flamengo. O gol da vitória (1 x 0) da noite deste sábado (14) sobre o Cruzeiro foi do meia Bruno Henrique, aos 45 do primeiro tempo, na falha de Cacá e Ederson, após o cruzamento de Marcos Rocha.

INVICTO – Embora não tenha 100% como o líder Flamengo, que venceu todos os jogos em casa, o Palmeiras manteve bom aproveitamento no turno, com sete vitórias e dois empates no Allianz Parque, onde só não ganhou do Vasco (1 x 1) e do Bahia (2 x 2). Das sete vitórias, as duas últimas com Mano Menezes, que na estreia ganhou (2 x 1) do Goiás, no Serra Dourada. Os campeões brasileiros de 2018 reagiram bem no final do turno.

CAPITÃO – Bruno Henrique, autor do gol, paranaense de Apucarana, 1,80m, completará 30 anos no próximo sábado (21). Ele era do Corinthians – 2014 a 2016, 124 jogos, 7 gols – e foi vendido por R$13 milhões ao italiano Palermo, que pelo mesmo valor o vendeu em 2017 ao Palmeiras, onde chegou aos 21 gols em 122 jogos. Desde que Mano Menezes assumiu, ganhou a braçadeira de capitão do time.

OS VICE-LÍDERES – Weverton, Marcos Rocha, Gustavo Gomez, Victor Hugo e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique (cap) e Gustavo Scarpa (Lucas Lima, 37 do segundo tempo); Dudu, Luiz Adriano (Borja, 27 do segundo tempo) e Willian (Zé Raphael, 33 do segundo tempo) – os vice-lideres do Brasileirão 2019, com 39 pontos – 11 vitórias, 6 empates, 2 derrotas, 30 gols a favor, 15 gols contra. O Palmeiras estreia no returno com o Fortaleza, domingo (22), no estádio Castelão.

PIOR CAMPANHA – Fabio, Orejuela, Cacá, Leo e Rafael Santos (Egídio, 27 do segundo tempo); Henrique, Ederson e Marquinhos Gabriel; David (Tiago Neves, 20 do segundo tempo), Fred (Sassá, 25 do segundo tempo) e Pedro Rocha. Após a terceira derrota consecutiva, o Cruzeiro terminou o turno como único visitante sem vitória, em sua pior campanha desde 2006, com quatro empates e seis derrotas, 8 gols a favor e 19 gols contra.

O CRUZEIRO – 18 pontos, 4 vitórias, 6 empates, 9 derrotas, 16 gols marcados e 28 gols sofridos -, é o décimo sexto, mas pode terminar o turno como primeiro do rebaixamento, se o Fluminense e o CSA, com 15, vencerem neste domingo (15). O Cruzeiro abre o returno com o Flamengo, sábado (21), em Belo Horizonte.

JEJUM TOTAL – O técnico Rogerio Ceni ainda não conseguiu uma única vitória no estádio do Palmeiras. Quando era goleiro do São Paulo, perdeu o primeiro clássico do Campeonato Paulista (3 x 0) e o primeiro do Campeonato Brasileiro (4 x 0). Como técnico, perdeu (3 x 0) pelo Campeonato Paulista; 4 x 0, dirigindo o Fortaleza, no turno, e neste sábado (15), a derrota mais suave (1 x 0) para o Palmeiras.

QUATRO CARTÕES – Palmeiras 1 x 0 Cruzeiro foi bem apitado pelo paranaense da FIFA Rodolfo Toski Marques, que advertiu quatro com cartões amarelos: Felipe Melo e Dudu, do Palmeiras, e Ederson e Marquinhos Gabriel. R$2.267.761,50. 35.578 pagantes no Allianz Parque. Todos os jogadores do Cruzeiro, inclusive reservas, abraçaram o técnico Mano Menezes.

Foto: Metrópoles