Escolha uma Página

O PALMEIRAS MANTEVE a invencibilidade como visitante, mas viu a vantagem sobre o vice-líder Internacional cair de 12 para 10 pontos, ao empatar em 1 x 1 com o antepenúltimo Atlético Goianiense, na noite muito quente desta 2ª feira (10), no estádio Antonio Accyoli, em Goiânia. 

INTERNACIONAL e PALMEIRAS serão adversários na última rodada, dia 13 de novembro, na Arena Beira Rio, em Porto Alegre. Antes, o Palmeiras fará quatro jogos em casa, com o São Paulo, domingo (16), Avaí, Fortaleza e América Mineiro. O Internacional jogará fora com o Botafogo, domingo (16), Coritiba, América Mineiro e São Paulo, e jogará em casa com Ceará e Athletico Paranaense.

O PALMEIRAS teve a iniciativa e tentou decidir, mas o Atlético Goianiense equilibrou bem o jogo, que só teve gols no 2º tempo. Logo aos 3 minutos, o zagueiro Murilo fez o gol do Palmeiras, completando de cabeça o cruzamento de Gustavo Scarpa, o que valeu igualar a marca de 10 gols de outros zagueiros palmeirenses. O meia Shaylon empatou aos 20, no rebote do goleiro Weverton, após chute forte do lateral Dudu.

JUNIOR BAIANO, campeão da Copa do Brasil de 98 e da Libertadores de 99, marcou 16 gols em 72 jogos nos dois anos no Palmeiras, e foi o primeiro a fazer 10 gols em uma temporada no clube. Foi igualado em 2022 pelo paraguaio Gustavo Gomez, capitão do time, e agora por outro baiano, Murilo, de 25 anos, campeão paulista e da Recopa Sul-Americana de 2022.

O PALMEIRAS SOFREU momentos difíceis no 1 x 1 da noite desta 2ª feira (10), e o zagueiro Gustavo Gomez evitou a derrota, em cima da linha do gol, depois que Weverton saiu mal, foi driblado por Luis Fernando, que finalizou e Gustavo Gomez apareceu para salvar. O zagueiro disse com bom humor: “Foi como se tivesse marcado um gol porque evitei a derrota”.

ATLÉTICO GOIANIENSE e Palmeiras não conseguiram aumentar a série consecutiva de vitórias. O Atlético buscava a 3ª, depois de 2 x 1 no Avaí e da virada por 3 x 2 no Fluminense, e o Palmeiras tentava a 6ª, após 2 x 1 no Juventude; 1 x 0 no Santos e no Atlético Mineiro; a virada por 3 x 1 no Botafogo e a goleada de 4 x 0 no Coritiba.

FOI O 4º EMPATE do Atlético, em Goiânia, depois de 5 vitórias e 7 derrotas, 5 sem fazer gol. Na série de 16 jogos sem derrota como visitante, 7º empate do Palmeiras, 3º 1 x 1, após 9 vitórias, 6 sem sofrer gol. No jogo do turno, em São Paulo, o Palmeiras venceu o Atlético Goianiense por 4 x 2, até com certa facilidade.

ATLÉTICO GOIANIENSE 1 x 1 Palmeiras registrou R$805.320,00. 12.089 pagantes. O árbitro carioca Bruno Arleu Araújo, de 39 anos, militar, teve boa atuação e advertiu com cartão amarelo William Maranhão, Edson e Jorginho, do Atlético, e Zé Rafael, que voltava de suspensão, e Rony, fora do jogo de domingo (16) com o São Paulo. O Palmeiras jogou de branco e o técnico português Abel Ferreira voltou à área técnica após cumprir suspensão.

Foto: Heber Gomes/AGIF