Campeão brasileiro de 2018, com oito pontos à frente do vice Flamengo, o Palmeiras estreou goleando (4 x 0) o Fortaleza, campeão cearense, na noite deste último domingo (28) de abril, na Allianz Arena, em São Paulo, mostrando as credenciais para o bicampeonato, que seria o décimo primeiro de sua história de maior campeão brasileiro. O destaque foi o meia Zé Rafael, de 25 anos, paranaense de Ponta Grossa, comprado por 15 milhões de reais, a maior venda já feita pelo Bahia.

DECISIVO – Zé Rafael entrou aos oito minutos substituindo Ricardo Goulart, com dores no joelho operado, e oito minutos depois abriu o placar. Na volta do intervalo, cruzou sob medida para o lateral Marcos Rocha marcar o segundo gol, aos 13, e  aos 25 fez segundo gol, terceiro do Palmeiras, que completou a goleada aos 45 com chute de Bruno Henrique no canto. O placar poderia ter sido mais amplo, porém o goleiro Felipe Alves impediu o pior para o Fortaleza. 

VAIAS AO VAR – Continua inamistosa a relação do Palmeiras com o VAR, vaiado pelos torcedores, sempre que consultado pelo árbitro catarinense Braulio Machado. Antes de Zé Rafael abrir o placar, houve um gol de Dudu, anulado por impedimento. No intervalo, os torcedores voltaram a vaiar quando o telão mostrou como funciona a tecnologia do árbitro de video. O único momento de delírio foi quando o telão mostrou Rogerio Ceni advertido com cartão amarelo pelo árbitro, aos 18 minutos.

Rogerio Ceni, por ter jogado sempre no São Paulo, é um dos arquirrivais do Palmeiras. Aliás, quando dirigia o tricolor paulista, ele sofreu uma derrota contundente (3 x 0) na Allianz Arena. Neste domingo (28) não foi diferente, agora como técnico do Fortaleza. Mesmo sob chuva intensa, que o tornou o campo muito pesado, embora a bola tenha continuado a rolar normal, os torcedores prestigiaram a estreia: R$1.473.177,20. 26.701 pagantes.

PALMEIRAS – Weverton, Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gomez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Ricardo Goulart (Zé Rafael, 8 do primeiro tempo); Gustavo Scarpa (Lucas Lima, 32 do segundo tempo), Deyverson e Dudu (Hyoran, 36 do segundo tempo). Técnico – Luiz Felipe Scolari. O segundo jogo do Palmeiras será no feriado de 1 de maio, às 16 horas, no estádio Rei Pelé, em Maceió, com o CSA, que estreou goleado (4 x 0) pelo Ceará, em Fortaleza.

FORTALEZA – Felipe Alves, Tinga, Quintero, Roger Carvalho e Carlinhos; Felipe, Paulo Roberto, Edinho (Marcinho, 28 do segundo tempo) e Osvaldo (Gabriel Dias, 28 do segundo tempo); Wellington Paulista e Junior Santos (Kieza, 29 do segundo tempo). Técnico – Rogerio Ceni. O Fortaleza jogará quarta (1), às 21h30m, com o Atlético Paranaense, em Fortaleza, e domingo (5), no estádio Nilton Santos, com o Botafogo. O Fortaleza perdeu a invencibilidade de 11 jogos e estava há seis jogos sem sofrer gol.

Foto: UOL Esporte