Escolha uma Página

O PALMEIRAS aumentou a vantagem como maior campeão brasileiro, com o 12º título, segundo consecutivo, ao empatar em um gol com o Cruzeiro, na noite de ontem (6), no Mineirão. Endrick fez 1 x 0 aos 20 minutos, e Nikão marcou o gol do Cruzeiro aos 34 do 2º tempo. O campeão brasileiro de 2023 ganhará o prêmio máximo de R$47.800 mil e decidirá a Supercopa do Brasil com o São Paulo, campeão da Copa do Brasil de 2023, dia 4 de fevereiro de 2024.

O TÉCNICO Abel Ferreira, ex-lateral-direito de 44 anos, natural de Penafiel, distrito do Porto, tornou-se o único estrangeiro com dois títulos consecutivos de campeão brasileiro (2022-23); da Libertadores (2020-21), e de campeão paulista (2022-23), além de ganhar três títulos na mesma temporada por dois anos seguidos. Abel é o 1º técnico português, 8º europeu, 23º estrangeiro da história do Palmeiras, e o 2º com mais títulos (9), depois do gaúcho Oswaldo Brandão (10).

ABEL FERREIRA e o zagueiro paraguaio Gustavo Gomez entram para a história do Palmeiras, como primeiro clube, duas vezes consecutivas, campeão brasileiro com técnico e capitão estrangeiros. Com contrato até o final de 2024, o técnico rechaça especulações de que deixará o Palmeiras para trabalhar na Arábia Saudita ou no Catar, onde ganharia o triplo: “Se fosse por dinheiro, teria saído há dois meses. Fui educado para cumprir e honrar a palavra”.

O PALMEIRAS do 38º jogo: Weverton, Marcos Rocha, Gustavo Gomez (c) e Murilo; Mayke (Estêvão), Zé Rafael (Fabinho), Richard Rios (Atuesta), Raphael Veiga e Vanderlan; Breno Lopes (Artur) e Endrick (Flaco Lopez). O bicampeão ganhou 20 jogos, empatou 10, perdeu 8 e teve saldo de 31 gols (64 a 33). Faltando 11 rodadas, o Palmeiras tinha menos 14 pontos que o Botafogo, então líder, a quem venceu de virada (4 x 3), depois de estar perdendo (3 x 0) no estádio Nilton Santos.

A PRESIDENTE do Palmeiras, Leila Pereira, fez uma foto com toda a comissão técnica e depois beijou a taça, antes de entregar ao capitão Gustavo Gomez, que a ergueu às 23h51min, sob delírio dos torcedores paulistas, que gritaram em coro o nome do técnico Abel Ferreira. O Cruzeiro conseguiu com o Superior Tribunal de Justiça Desportiva a liberação do Mineirão ao público para o último jogo do ano. 44.190 pagantes. R$1.675.735,00.

Fotos: Cris Mattos / Reuters, ESPN Brasil e Reprodução