O Flamengo poderia ter terminado a rodada com dez pontos de vantagem sobre o vice-lider, mas o Palmeiras conseguiu ganhar (1 x 0) da Chapecoense, com o gol de Felipe Melo, nos segundos finais dos acréscimos, aos 54 minutos do segundo tempo. Foi a  vitória mais dramática do campeão, que se manteve a oito pontos do lider Flamengo.

ABUSOU MUITO – A Chapecoense jogou praticamente no próprio campo, sem exigir do goleiro Weverton, que reapareceu, nenhuma defesa. O Palmeiras exerceu domínio total, mas abusou muito das bolas altas e do direito de perder gols. Não foram poucas as chances que o atual campeão brasileiro não soube aproveitar.

VOLTA FELIZ – Depois de cumprir suspensão, Felipe Melo reapareceu com a garra de sempre e foi premiado com o gol, após o goleiro João Ricardo rebater chute de Bruno Henrique. Ele dedicou o gol à esposa, ao diretor Alexandre Matos, muito pressionado pelos torcedores, e ao presidente Jair Bolsonaro, palmeirense fanático.

PALMEIRAS – Weverton, Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gomez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Gustavo Scarpa (Raphael Veiga, 22 do segundo tempo); Zé Rafael (Willian, intervalo), Dudu e Deyverson (Henrique Dourado, 14 do segundo tempo). Técnico – Mano Menezes.

Com 53 pontos – 15 vitórias, 8 empates, 3 derrotas, 41 gols marcados e 20 sofridos -, o vice-lider Palmeiras fará os próximos jogos como visitante, com Atlético Paranaense e Avaí, antes do clássico da rodada 29 com o São Paulo, no Allianz Parque.

CHAPECOENSE – João Ricardo, Marcio Araújo (Renato, 39 do segundo tempo), Gum, Douglas e Bruno Pacheco; Elicarlos, Amaral e Camilo (Maurício Ramos, 27 do segundo tempo); Roberto, Everaldo e Henrique Almeida (Regis, 26 do segundo tempo). Técnico – Marquinhos Santos.

Com a décima sexta derrota, a Chapecoense – time que mais perdeu – caminha para seu primeiro rebaixamento, desde 2014, com 16 pontos, e o saldo negativo de 21 gols (19 a 40). O próximo jogo é com o Goiás, na Arena Condá, em Chapecó.

EXPULSÃO – O árbitro Vinícius Amaral, da Federação Gaúcha e do quadro nacional da CBF, teve boa atuação, aplicando cartões amarelos em Gustavo Gomez, zagueiro paraguaio do Palmeiras, e no lateral Bruno Pacheco e no volante Elicarlos, além do goleiro Tiepo, da Chapecoense, e do lateral Vitor Luis, do Palmeiras, que saíram da reserva para reclamar.

O zagueiro Gum, da Chapecoense, foi expulso aos 26 do segundo tempo, por falta dura no atacante Dudu. R$1.228.370,30. 22.738 pagantes, na noite de ontem, no Allianz Parque, em São Paulo.

Foto: JCnet