O Palmeiras, único invicto do Campeonato Brasileiro 2020, mesmo com um jogo a menos, venceu (2 x 0) o Corinthians, subiu três posições e tirou o Atlético Mineiro do quarto lugar, no encerramento da nona rodada, na noite de ontem (10), na Arena Corinthians. Em casa, o tricampeão paulista pressionou no início e acertou o travessão do Palmeiras com um chute de Otero, mas ainda no primeiro tempo sofreu o gol de Luiz Adriano, de pênalti. Gabriel Veron fez o segundo aos 30 da fase final.

EXPULSÃO – O Corinthians jogou todo o segundo tempo com 10, devido à expulsão do lateral Fagner, aos 40 minutos, por desviar a bola com o braço direito bem aberto, cometendo o pênalti que Luiz Adriano converteu no canto esquerdo. O Corinthians teve bom começo, pressionando, mandou uma bola no travessão em chute forte de Otero aos 12 minutos, o Palmeiras equilibrou e passou ao domínio, que se tornou acentuado na volta do intervalo, com o arquirrival com menos um.

A SEGUNDA – O Palmeiras chegou ao segundo gol aos 20 minutos, com assistência de Willian para Gabriel Veron – os dois entraram no segundo tempo e deram mais dinâmica ao ataque – e ainda teve o terceiro gol bem anulado por impedimento do zagueiro Luan. Com atuação firme do início ao fim, preservando a disciplina e punindo o antijogo, o árbitro Leandro Vuaden, de 45 anos, da Federação Gaúcha, expulsou Avelar, zagueiro do Corinthians, aos 41, por falta no meia Patrick de Paula.

JOGO 401 – Com a quarta vitória e quatro empates, o Palmeiras chegou aos 16 pontos, subiu do sétimo para o quarto lugar, no jogo 401 do técnico Vanderlei Luxemburgo, de 68 anos – o mais velho do Campeonato Brasileiro 2020 -, terceiro com mais jogos na história do clube, depois de Luis Felipe Scolari, com 485, e Osvaldo Brandão, com 585, entre 1945 e 1980. O técnico lamenta a lesão muscular na coxa de Luiz Adriano, fora dos dois próximos jogos, com o Sport, e com o Bolívar, pela Libertadores.

CORINTHIANS – Cassio, Fagner, Gil, Avelar e Lucas Piton (Sidcley); Gabriel, Cantillo (Mateus Vital), Ramiro (Éderson) Otero (Leo Natel); Gustavo Mosquito (Michel) e Jô. Técnico – Tiago Nunes. Com a terceira derrota, o Corinthians caiu uma posição e terminou a rodada em décimo terceiro, com 9 pontos  2 vitórias, 3 empates, saldo negativo de um gol (11 a 12) -, e o próximo jogo é com o Fluminense, domingo (13), no Maracanã.

PALMEIRAS – Weverton, Mayke (Bruno Henrique), Luan, Gustavo Gomez e Viña; Patrick de Paula, Gabriel Menino, Zé Rafael (Ramires) e Lucas Lima (Rony); Wesley (Gabriel Veron) e Luiz Adriano (Willian). Técnico – Vanderlei Luxemburgo. Quarto colocado com 16 pontos – 4 vitórias, 4 empates, saldo de cinco gols (11 a 6) -, o Palmeiras jogará domingo (13), em Recife, com o Sport. Na próxima quarta (17), o time volta à Libertadores para o jogo com o Bolívar, na altitude de 3.640 metros de La Paz.

QUATRO CARTÕES – Além de ter acertado nas expulsões de Fagner e Avelar, o árbitro gaúcho Leandro Vuaden também foi correto na aplicação dos cartões amarelos em Ramiro e Otero, do Corinthians, e Mayke e Zé Rafael. A CBF já remarcou para 1 de outubro Corinthians x Atlético Goianiense, que não pôde ser realizado dia 9 de agosto, devido às finais do Campeonato Paulista.

Fotos: Facebook Palmeiras