Escolha uma Página

O Palmeiras estará na semifinal da Libertadores, sem precisar de gol no jogo de volta com o Guarani do Paraguai, na próxima terça (15), em São Paulo, desde que mantenha o 0 x 0, pelo gol fora de casa, no 1 x 1 da noite de ontem (8), no estádio Defensores del Chaco, em Assunção. O zagueiro paraguaio Gustavo Gomez fez de cabeça o gol do Palmeiras aos 39, e o meia Mathias Espinoza, também de cabeça, empatou aos 17 do segundo tempo, aproveitando a saída errada do goleiro Weverton.

POUCO MELHOR – O Guarani foi um pouco melhor que o Palmeiras, e só não abriu o placar logo aos três minutos porque o goleiro Weverton defendeu bem o chute forte e colocado do meia Bareiro, que cinco minutos depois acertou a trave. Embora sem finalizar muito, o Palmeiras fez o gol aos 39, na cabeçada de Gustavo Gomez, após escanteio do meia Gustavo Scarpa, que ficou perto do segundo gol, aos 42, ao acertar a trave em boa cobrança de falta.

GUSTAVO GOMEZ, zagueiro de 27 anos, 1,85m, foi revelado no Libertad, que defendeu entre 2011 e 2014, em 57 jogos e 4 gols. Depois do Lanús, campeão argentino em 2016, ele foi para o Milan e ganhou a Supercopa da Itália. Após duas temporadas emprestado ao Palmeiras, foi comprado em janeiro de 2020 e assinou até 2024. Com o décimo segundo gol que marcou na noite de ontem (8), Gustavo Gomez completará 100 jogos com a camisa do Palmeiras na próxima terça (15), no Allianz Parque.

MATHIAS ESPINOZA, meia rápido e criativo, de 23 anos, só fez o gol de empate do Guarani, aos 17 do segundo tempo, porque estava atento ao cruzamento do lateral Ivan Ramirez, e aproveitou bem a saída errada do goleiro Weverton, para cabecear com o gol vazio. O ex-meia Gustavo Morínigo, paraguaio de 43 anos, campeão 2002-03 com o Guarani, trocou os atacantes, mas sem efeito prático, e quem acabou salvando o time foi o goleiro Martin Silva, com três boas defesas, duas para escanteio.

MARTIN SILVA, de 37 anos, 1,87m, brilhou no Vasco entre 2014 e 2018, em 245 jogos, sendo um dos nomes marcantes da história do bicampeonato carioca de 2015-2016. Ele defendeu chute do meia Danilo aos 24; mandou a escanteio um chute certeiro de meia distância do lateral Gabriel Menino, aos 41, e aos 47, foi ao ângulo evitar que a falta batida com precisão pelo meia Lucas Lima entrasse. O Palmeiras livrou-se da derrota, no último lance, aos 54, quando Espinoza bateu falta na trave.

DOIS EXPULSOS – Depois de advertido por falta em Bareiro, aos 38 do primeiro tempo, o meia Lucas Lima fez outra falta dura em Espinoza, nos acréscimos do segundo tempo, aos 51 minutos, e foi expulso. O árbitro Fernando Rapallini, publicitário argentino de 42 anos, também expulsou da área técnica o português Vítor Castanheira, assistente do técnico Abel Ferreira,  do Palmeiras, ainda em recuperação da Covid-19. Cartões amarelos do Palmeiras: Raphael Veiga, Zé Rafael, Gabriel Menino e Lucas Lima.

PRIMEIRO EMPATE – Foi o terceiro jogo entre os times pela Libertadores, após sete anos, registrando-se o primeiro empate, depois de Libertad 2 x 0, em 28 de fevereiro de 2013, no mesmo estádio Defensores del Chaco, em Assunção, e Palmeiras 1 x 0, em 11 de abril de 2013, no estádio do Pacaembu, em São Paulo. O empate impediu o Palmeiras de se igualar ao Grêmio como time brasileiro com mais vitórias na Libertadores. Com 106, o Grêmio pode aumentar a vantagem se vencer hoje (9) o Santos.

GRÊMIO E SANTOS iniciam a disputa pela vaga para a semifinal, na noite de hoje (9), na Arena Grêmio, e na próxima quarta (16) farão o segundo jogo na Vila Belmiro. O técnico Renato Portaluppi não confirmou a escalação do Grêmio. O técnico Cuca não deve escalar o zagueiro Lucas Veríssimo, em atrito com o Santos, que não quer negociá-lo com o Benfica. Para motivar o time, o Santos pagou ontem (8) o equivalente a R$2.200 mil em prêmios que estavam em atraso.

BOCA x INTERNACIONAL – Depois de perder o jogo de ida na Arena Beira Rio por 1 x 0, gol de Tevez, o Internacional precisa vencer o Boca Juniors por dois gols, na noite de hoje (9), no estádio de La Bombonera, em Buenos Aires. A vaga para a semifinal com o Racing, que eliminou o Flamengo, só será decidida em pênaltis com um resultado: 1 x 0 para o Internacional. O Boca se classifica com qualquer empate.

Foto: Yahoo Esportes