Depois de seis empates e duas derrotas, o Palmeiras conseguiu a primeira vitória sobre um time da Série A, em 2020, ao derrotar (1 x 0) o Athletico Paranaense, na noite de ontem (19), na Arena da Baixada, em Curitiba. O atacante paulistano Raphael Veiga, de 25 anos, marcou seu segundo gol em onze jogos este ano, já nos acréscimos do segundo tempo, quando os times pareciam conformados com o rendimento ruim que apresentaram, em jogo de apenas oito chutes na direção do gol.

MUITO FRACO – Incompatível com seus status de tricampeão paranaense e campeão paulista, Athletico e Palmeiras fizeram jogo muito fraco e ao saírem para o intervalo só haviam chutado quatro vezes na direção do gol, o que repetiram no segundo tempo. Depois de 1 x 1 com Fluminense e Goiás, o campeão paulista conseguiu a primeira vitória como visitante. Após duas vitórias, o Athletico sofreu a segunda derrota consecutiva, depois de perder (3 x 1), domingo (16), para o Santos, na Vila Belmiro.

RAPHAEL VEIGA, autor do gol da noite na Arena da Baixada, foi campeão da Copa Sul-Americana de 2018, quando o Athletico era dirigido por Tiago Nunes, atual técnico do Corinthians. O Palmeiras teve um gol do meia Lucas Lima, bem anulado por impedimento, após a consulta do árbitro norte-riograndense Caio Augusto Vieira ao VAR. O nível disciplinar do jogo foi bom e só jogadores do Athletico advertidos com cartão amarelo: Khellven, Wellington, Vitinho e Fernando Canesin.

PALMEIRAS – Weverton, Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gomez e Diogo Barbosa; Patrick de Paula, Gabriel Menino (Zé Rafael), Bruno Henrique (Gustavo Scarpa) e Lucas Lima (Ramires); Rony (Raphael Veiga) e Luiz Adriano (Willian). O técnico Vanderlei Luxemburgo, embora reconhecendo que o time não fez boa apresentação, considera que a primeira vitória vai aumentar a motivação.

ATHLETICO – Santos, Khellven, Lucas Halter, Tiago Heleno e Abner; Wellington, Richard (Marquinhos Gabriel) e Leo Cittadini (Fernando Canesin); Nikão (Geuvanio), Vitinho (Pedrinho) e Carlos Eduardo (Mingotti). Pelo segundo jogo consecutivo, o time foi dirigido pelo assistente Lucas Silvestre, filho do técnico Dorival Junior, que contraiu a Covid-19 na semana passada.

FORTALEZA VENCE – Em sua melhor atuação, depois de um empate e duas derrotas, o Fortaleza ganhou (3 x 1) do Goiás, na noite de ontem (19), no estádio da Serrinha, em Goiânia. Wellington Paulista fez 1 x 0 logo aos 7 minutos, e na volta do intervalo, Bruno Melo, 2 x 0 aos 14, e Yuri Cesar aos 24. Jeferson marcou aos 37 o gol do Goiás, que ainda não venceu: um empate e duas derrotas. 

Fotos: UOL