O meia Lucas Paquetá, de 21 anos, foi expulso de campo nesta segunda (6), ao dar um tapa na mão do árbitro Marco Di Bello, de 38 anos, depois de advertido com cartão amarelo, pela tentativa de agredir o zagueiro chileno Erick Pulgar, de 25 anos, após receber uma falta dura aos 20 minutos do segundo tempo, na vitória (2 x 1) do Milan sobre o Bologna, em jogo que completou a rodada 35 do Campeonato Italiano. Foi o décimo sétimo jogo de Paquetá pelo Milan, que o comprou do Flamengo por 35 milhões de euros (R$130 milhões), em outubro de 2018.

SEM CONTROLE – Os jornais Tuttosport e Gazzetta dello Sport destacaram que “Paquetá ficou sem controle depois da falta que recebeu de Pulgar, mas não chegou a ser tão forte, muito menos violenta, que justificasse sua reação de tentar agredir o adversário”. Os jornais publicam ainda que “o árbitro Di Bello teve atitude correta em mostrar cartão amarelo para Paquetá e evitar que o brasileiro agredir o jogador do Bologna”. Sobre a expulsão, os jornais comentaram: “Se a tentativa de agredir o adversário foi falta de controle de Paquetá, bem pior foi seu gesto de agredir o árbitro com um tapa na mão”.

PAQUETÁ CHOROU – Pela segunda vez em 17 jogos, Paquetá chorou com a camisa do Milan. Na primeira, em seu sétimo jogo, em 10 de fevereiro, ao marcar o primeiro gol na Itália, nos 3 x 0 sobre o Cagliari, ao homenagear os 10 mortos da base do Flamengo, dois dias depois do incêndio no Ninho do Urubu (amanhã, 8, completa três meses), e nesta segunda (6) ao ser expulso de campo pela primeira vez com a camisa do Milan. 

PUNIÇÃO DURA – Suspenso automaticamente do antepenúltimo jogo do campeonato, sábado (11), com a Fiorentina, Paquetá deve receber punição dura pela expulsão de campo nesta segunda (6). O tapa que deu na mão do árbitro, ao receber o cartão amarelo, agrava muito a situação, ainda mais que o árbitro foi tranquilo ao procurar evitar que agredisse o adversário. Formado na base do Flamengo, Paquetá foi profissional de 2016 a 2018 no time carioca e marcou 18 gols em 95 jogos.

O MILAN é quinto colocado com 59 pontos, igual à Roma, em sexto, empatados em vitórias (16), empates (11) e derrotas (8),e a vantagem é no saldo de gols. Na frente do Milan, com 62 pontos, a Atalanta, da cidade de Bergamo, que disputa com a Inter de Milão (63) a última vaga na Champions League (2019-2020). O Milan deve conseguir vaga só na Liga Europa, uma espécie de Série B da Champions. Juventus, campeã por antecipação, com 89, e o vice-campeão Napoli, com 73, estão garantidos, faltando só três rodadas.

Foto: Goal.com