O Palmeiras voltou a não convencer na vitória (2 x 1) sobre o lanterna Avaí e só se manteve na vice-liderança com o gol de pênalti, que o meia Gustavo Scarpa converteu aos 41 do segundo tempo, sob muita chuva, na noite deste domingo (27), no estádio da Ressacada, em Florianópolis. A distância do líder Flamengo foi mantida em 10 pontos.

PROTESTO – Sem razão, o Palmeiras voltou a protestar contra a atuação de um árbitro no Brasileirão 2019. Cinco dias depois de uma atuação firme em Boca 1 x 0 River, Wilton Sampaio, da Federação Goiana e da FIFA, acertou na marcação dos pênaltis, o do empate do Avaí e o da vitória do Palmeiras. 

JOGO RUIM – Antes mesmo de a chuva cair com mais intensidade, Avaí e Palmeiras fizeram jogo ruim, principalmente no primeiro tempo, arrastado e sem gol. Melhorou a partir do gol de cabeça de Deyverson, aos 9, após escanteio de Lucas Lima. O pênalti do goleiro Weverton em Vinícius, que João Paulo converteu aos 34, levou o Avaí ao empate.

NO SUFOCO – Quando o 1 x 1 parecia definitivo e a tensão do Palmeiras aumentava, o zagueiro Ricardo fez pênalti em Deyverson e o árbitro marcou no ato. Na cobrança, o canhoto Gustavo Scarpa converteu com categoria, aos 41, deslocando o goleiro Vladimir. O Palmeiras saiu do sufoco e ganhou fôlego para continuar perseguindo o líder Flamengo.

AVAÍ – Vladimir, Lourenço (Leo, 33 do primeiro tempo), Betão, Marquinhos Silva (Igor Goulart, 13 do segundo tempo), Ricardo e Julinho (João Paulo, 18 do segundo tempo); Wesley, Luanderson e Richard Franco; Vinícius e Jonatan. Técnico – Evando Camilatto. Time que mais perdeu – 17 derrotas em 28 jogos -, o Avaí só espera a hora de voltar à Série B.Último com 17 pontos, o próximo jogo é com o Fortaleza, quarta (30), em Florianópolis.

PALMEIRAS – Weverton, Jean, Luan, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Lucas Lima (Gustavo Scarpa, 19 do segundo tempo); Dudu, Deyverson (Henrique Dourado, 43 do segundo tempo) e Carlos Eduardo (Hyoran, 19 do segundo tempo). Vice-lider com 57 pontos – 16 vitórias, 9 empates, 3 derrotas, 44 gols pró, 22 contra -, o próximo jogo é quarta (30) com o São Paulo, na Arena Palmeiras.

SEM PADRÃO – O técnico Mano Menezes admitiu após a sofrida vitória sobre o Avaí, que “o Palmeiras ainda não encontrou o padrão de jogo para fazer apresentações melhores na reta final do campeonato”. Ele destacou também ser impossível fazer mais, “diante das condições muito ruins do gramado e que ficaram ainda piores após a chuva forte”.

CINCO CARTÕES – O árbitro Wilton Sampaio advertiu os zagueiros Betão e Ricardo (pelo pênalti) e o atacante Jonatan. Os advertidos do Palmeiras foram o apoiador Felipe Melo e o goleiro Weverton (pelo pênalti). R$328.727,00. 8.815 pagantes.

Foto: Diário de Goiás